sexta-feira, setembro 11, 2009

Rudi Armin Petry - 1983 e 1984



O Impedimento publicou uma série de reportagens sobre ex-presidente do Grêmio Rudi Armin Petry. O texto feito por Felipe Prestes merece ser lido na íntegra, porém aqui destaco algumas passagens muito interessantes sobre a montagem do time campeão do mundo em 83:

"Num fim de tarde, Fábio Koff chega ao sítio de Rudi Armin Petry em Viamão. Ia começar o ano de 1983. O bicampeonato brasileiro escapara dentro do Olímpico.

- Preciso de ti.

- Não, não tenho condições de aceitar.

Corre a noite. Koff não convence o presidente do hexa a voltar para o vestiário gremista. “Depois me deu um remorso, pensei: gosto do Grêmio, tenho tempo, posso ajudar”.

Na manhã seguinte vai ao Olímpico.

- Fábio, eu aceito a direção de futebol, mas não total. Tu tens que me dar um vice-presidente ou um diretor porque sozinho eu não agüento mais.

Alberto Galia foi o escolhido para ser vice de futebol com Petry como diretor. “Eu inventei o Mazarópi, fui buscar no Rio. O treinador era o Espinosa, ele inventou o Mário Sérgio. O Caju se ofereceu para treinar no Grêmio e o Espinosa começou a gostar. Osvaldinho, buscamos em Campinas. Mantivemos o time de 82 e ganhamos a Libertadores e depois o Mundial”."(Felipe Prestes - Impedimento - 04/09/2009)



e sobre a equipe vice campeã da américa em 1984:

Precisa se entender o que é tratar de um plantel ganhador de um Mundial. Os jogadores ficam valorizados, tu tens que honrar o jogador, tens que endeusar. Foi um ano ruim pra mim”, explica. Contudo, o Tricolor ainda foi vice-campeão da Libertadores. “Perdemos num partidaço aqui no Olímpico, para o Independiente”(Felipe Prestes - Impedimento - 04/09/2009)

Um comentário:

bretanha disse...

Eae André, blz? Obrigado por linkar o site de minha coleção. Se for possível gostaria de pedir para que trocasses ali o link dele, pois mudei de www.gremio.arquibancada.org para www.colecao.camisasdogremio.net.

Valeu! Abração!