terça-feira, março 15, 2011

Tabela Brasileirão 2011 - Rodada de Clássicos

A CBF finalmente divulgou a tabela do campeonato brasileiro 2011. A primeira coisa que muitos gremistas fizeram diante de tal informação foi procurar a data na qual o Dentuço Pilantra dará um migué para não vir ao Estádio Olímpico.

Mas acho que existem dados mais interessantes a serem analisados. O primeiro deles é a correção de uma distorção que vinha acontecendo nos últimos anos: O desequilíbrio na distribuição entre os jogo do final de semana e meio de semana. O Vicente Fonseca fez o levantamento no Carta na Manga e fez a seguinte constatação:

"Tanto Grêmio como Inter jogarão 14 vezes em seus estádios nos finais de semana, contra 5 jogos em meios de semana. Isto porque a tabela, sem o aperto da Copa do Mundo, terá bem menos rodadas às quartas-feiras: serão só 10, contra 28 aos sábados e domingos. O preço disso é a não interrupção para a Copa América, o que pode desfalcar alguns times durante bom tempo"

O dado é ótimo, pois é sabido que os jogos em finais de semana levam mais torcedores ao Olímpico. Claro que ainda resta saber o horário e dia da semana das partidas, mas é notícia, nesse aspecto é muito boa.

A má notícia fica por conta da adoção da chamada "Rodada de Clássicos". Não exatamente uma novidade, em 1998 o campeonato começou com os clássicos. Eu não gosto, prefiro esses embates distrubuídos ao longo de certame. Mas é uma questão de gosto. Subjetiva. O problema está no motivo que levou a CBF colocar o "derbys" na 38ª rodada do Brasileirão 2011.

Diante das supostas "entregas" que marcaram os últimos Brasileirões, a imprensa, através de um Brainstorming (pra não usar o termo "evacuação de tese") chegou a uma solução mágica. Uma derradeira rodada de clássicos resolveria todos os problemas do campeonato de pontos corridos. Ignoraram diversos fatos e exemplos históricos. Pouquíssima gente parou pra pensar se tal medida é mesmo uma solução, ou se a questão do desinteresse dos times não passa por um defeito inerente ao campeonato de pontos corridos.

O PVC foi um que lembrou que em 2008, a suposta entrega aconteceu na 33ª Rodada. Em outros campeonatos a partida de maior polêmica acontece na penúltima ou antepenúltima rodada. E nem sempre a questão do desinteresse do jogo passa por uma rivalidade regional (ex: Inter e Goias em 2007). O Leonardo Bertozzi apontou os problemas de possiveis clásicos esvaziados e de logística. E ainda é possível fazer alguns outros questionamentos. Desde quando Atlético Goianiense e América-MG é clássico? O Bahia não pode querer entregar para o também nordestino Ceará em detrimento de um time do centro do país? São Paulo e Santos não podem amorcegar um empate que prejudique o Corinthians?

Mas o que efetivamente me incomoda é constatar quem a CBF está ouvindo ao adotar tal medida. Já tem gente requerendo a paternidade da idéia. E infelizmente não será a a primeira vez que a imprensa do RJ e SP empurra suas sugestões goela abaixo. Não faz muito tempo que o Milton Neves influenciava os julgamentos do STJD com a repetição exaustiva de lances de choque. Soninha Francine foi uma das maiores lobbystas pelo jogos por portões fechados, após ouvir reclamações de Estevam Soares naquele Grêmio x Palmeiras em Pelotas e não podemos esquecer que decisão da anulação de todos jogos de Edílson P. de Cavalho em 2005 (ainda que eu concorde com ela) foi tomada no programa "Bem Amigos". De tal modo, eu sempre fico com um pé atrás quando figuras como Juca Kfouri ou Renato Maurício Prado passam a ditar as normas do futebol nacional.


5 comentários:

martina disse...

pior é a palhaçada de nao saber onde colocar os clássicos que acontecem simultaneamente na mesma cidade, nas rodadas finais. como vão decidir quem perde o mando de campo por causa do calendário?

tá certo que isso não me diz respeito, mas é mais uma das confusões que estão por vir.

Diogo disse...

Os clássicos podem não resolver a questão da entrega, mas não custa tentar. Há, é claro, o problema de possíveis clássicos esvaziados.

milton disse...

Melhor forma de se acabar com o entrega-entrega na decisao do titulo: Mata mata em 2 rodadas com os 4 primeiros. Jogo unico na casa da equipe melhor classificada, com vantagem do empate.

Nao prejudica vagas na libertadores e aumenta a emocao da competicao que, convenhamos, se equiparou a emocao de um ESTADUAL.

Ministério disse...

Aproveitou bem a folia? Acompanhe a história destas meninas no carnaval: http://bit.ly/dVGkj4 #fiquesabendo

Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Anônimo disse...

o gremio achou que ja era o campeão