sexta-feira, agosto 02, 2013

Nº de ingressos da torcida visitante em Gre-Nal entre 2002 e 2015



Após um diálogo com os clubes, a Brigada Militar recuou da sua posição inicial e decidiu que permitir a presença de torcida colorada no Gre-Nal do dia 04 de agosto na Arena.

A questão é que serão vendidos somente 1.500 ingressos para a torcida visitante. O que é muito pouco. A capacidade do setor destinado a torcida adversária na Arena é de 3.897 lugares. Desse modo, teremos mais de 2.000 assentos ociosos no domingo. Diante desse quadro, é possível perguntar se esse número reduzido não é apenas "para inglês ver"? Não seria mais civilizado ofertar um número maior de ingressos aos visitantes, haja visto que o espaço comporta mais torcedores?

O fato é que a presença de torcida adversária em Gre-Nal vem se reduzindo ano a ano. Isso pode ser observado na tabela abaixo, onde eu compilei os números de ingressos disponibilizados para as torcidas visitantes desde 2002. É claro que vários fatores contribuíram para essa diminuição, como o aumento do quadro social dos clubes  e reformas/readequação dos estádios. Mas ainda assim a redução é impressionante.


As fontes consultadas foram os Borderôs da FGF, Correio do Povo, Grêmio.net, Terra, UOL, Zero Hora, Gazeta do Sul e Estadão. Não consegui os dados de três clássicos disputados no interior (Bento Gonçalves em 2004, Erechim em 2010 e Rivera em 2011), mas penso que o foco da análise são as partidas realizadas em Porto Alegre.

É claro que alguns dados podem ser questionáveis. Um exemplo disso está no último clássico (que foi disputado em Caxias). Os meios de comunicação divulgaram que a carga de ingressos gremista era de 2.200. Contudo, posteriormente se viu no borderô e a própria diretoria colorada afirmou que carga do Grêmio era de1.800 ingressos.

* A carga de ingressos para a torcida visitante nesse Gre-Nal (2º jogo da final do Gauchão de 2006) era para ser de 8.000. Contudo, a administração do Grêmio alegou que só recebeu 6.000 entradas da direção colorada. Após o jogo, os dirigentes do Inter teriam admitido o equívoco e teriam prometido corrigir o erro.




6 comentários:

@snel disse...

Olhando por cima, identifica-se que quem começou a diminuir consideravelmente o ingresso da torcida visitante foi o Inter. O que é lamentável e não há justificativa.

Anônimo disse...

Foi dps do lamentável incidente com os banheiros na ARMADILHA planejada pelo Sr. Pifero. Me digam em que outro estádio do mundo oferecem banheiros moveis dentro de um estádio de futebol? A intenção era clara deixar ali algo móvel, frágil, leve, a mercê dos marginais da torcida para prejudicar o clube, Grêmio chegou a ser punido com perda de 10 mandos de campo e portões fechados.

Anônimo disse...

é lamentável mesmo, mas há de se considerar que a mudança pode ter ocorrido após o incidente dos banheiros químicos. O que justificaria a iniciativa.

André Kruse disse...

O Gre-Nal seguinte ao dos banheiros foi disputado em 05/11/2006. A carga de ingressos dos visitante passou de 7.920 para 6.000 e a redução foi feita a pedido da Brigada. http://www.gaz.com.br/gazetadosul/noticia/170553-operacao_de_paz_precede_o_gre_nal/edicao:2006-11-04.html


A redução maior veio no ano seguinte.

Diogo Silveira disse...

Sim, 1.500 visitantes é pra inglês ver. O que a BM quer é diminuir ao máximo seu serviço com eventos esportivos.

Gilberto Rezende-Rio Grande/RS disse...

Pois juntamente os 2 mil ingressos sonegados no GRENAL 365 é que geraram a escalada entre as diretorias para o nível atual de 1,5 a 2 mil ingressos para a torcida adversária no clássico...