quinta-feira, abril 02, 2009

Gauchão - Caxias 4 x 0 Grêmio


Já classificado para a próxima fase, Grêmio foi a serra, de time reserva, com a missão de ao menos garantir o jogo das quartas de final no Olímpico. Não passou nem perto de alcançar seu objetivo. A equipe até fazia um jogo igual com o Caxias, mas aos 29 minutos, um lance de incompetência e infelicidade a bola sobrou fácil para Marcos Denner abrir o placar. Dois minutos depois, falha de posicionamento no escanteio e Mika se abaixou para cabecear. 2xo e aos 31 minutos a partida já tinha um vencedor definido.


A partir daí o Grêmio esteve completamente apático em campo, e pagou o preço. Mais dois gols em falhas defensivas. Verdade que o Grêmio deu azar no jogo (sem falar na péssima arbitragem de Daronco), mas mesmo com sorte, não teria como conseguir resultado melhor jogando como jogou.


Obviamente, parte da torcida (e grande parte da imprensa) pedirá a cabeça de Roth. Minha posição segue sendo a mesma. Não temos um substituto melhor (ou igual). Outros motivos foram bem expostos pelo nosso amigo Paulo Sanchotene (em comentário feito lá no Impedimento):
"Das duas, uma: ou a gente considera que não temos como disputar a Libertadores, que tudo o que se fez no ano foi errado, que temos que começar tudo de novo, pensando no Brasileiro, e contratamos um treinador novo; ou a gente acredita no trabalho, nas boas atuações do time titular, na liderança do grupo na Libertadores, e mantém o planejamento atual."


Ainda temos a questão de como enfrentar o Grenal de domingo. A direção não pode esquecer sua prioridade e abandonar seu planejamento. Como melhor explica Vicente Fonseca em seu Blog:
"Agora, monta-se o cenário para o desastre completo. Após levar 4 a 0 do fraco Caxias, o tricolor pegará o grande favorito do Gauchão em seu estádio, dois dias antes de uma partida da Libertadores. Restará um dilema, que não deveria existir, mas existirá: o Grêmio, seguindo seu planejamento e mantendo coerência, não deve sacrificar o jogo de terça em favor de um Gre-Nal pela competição que não é sua prioridade. Mas não faltará aqueles que vão querer alguns titulares, o que até se justificaria se houvesse um espaço maior para o jogo contra o Aurora"

Caxias 4 x 0 Grêmio


CAXIAS: Muriel; Daniel, Santin, Vágner Lima e Brida; Bruno, Mika, Roberto e Guilherme (Crivellaro 26/2T); Júlio Madureira (Anderson 44/2T) e Marcos Dener (Marcus Vinicius 41/2T).
Técnico: Argel.

GRÊMIO: Victor; Fábio Ferreira, Thiego e Héverton (Róberson, intervalo); Makelelê, Júlio César, Maylson (Diogo 15/2T), Douglas Costa (Tiago, intervalo) e Jadílson; Herrera e Maxi López.
Técnico: Celso Roth.

Gauchão 2009 - 2º turno - 7ª rodada
Data: 02/04/2009, quinta-feira, 15h45min
Local: Estádio Centenário (Caxias do Sul, RS)
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Paulo Conceição e Cristiano Henning
Renda e público:
Cartão amarelo: Mika (C), Thiego, Júlio César, Maxi López (G)
Gols: Marcos Dener 29, Mika 31 do primeiro tempo; Julio Madureira 3, Marcos Dener 8 do segundo tempo

9 comentários:

Upiara Boschi disse...

Mudar o treinador não significa desistir da Libertadores. Não significou para o São Paulo, quando precisou substituir o Leão e trouxe Paulo Autuori. Importante é achar o Autuori da vez. O Celso chegou a seu teto e a prova disso que é não pára de dar cabeçada.

Vicente Fonseca disse...

Obrigado pela referência.

É como tu disse ali no Twitter: titulares no Gauchão e reservas na Libertadores é surreal.

Prestes disse...

Sério mesmo que vocês não querem trucidar o nosso centenário??

Milton Jung disse...

Camaradas,

Tá na hora de voltarmos a fazer história. Titular prá carimbar a festa do centenário e titular em cima do Aurora, com a torcida tocando o time prá cima de todos eles como já fizemos tantas outras vezes. Ou não temos jogadores, técnico e dirigentes imbuídos com este espirito que sempre levou o Grêmio as grandes marcas ?

San Tell d'Euskadi disse...

O melhor mesmo é se manter no planejamento. A decisão que foi feita de cabeça fria não pode ser modificada pelo calor do momento.

Desde o fim do jogo, eu já defendi titulares e misto. Contudo, já acho que o melhor mesmo é repetir o time de ontem, com o Grohe no gol. Tivemos a chance de conquistar o Gauchão através da TFC. Perdemos. Agora, concordo que é botar os reservas e foco na Libertadores. Se o Gauchão cair no colo, tanto melhor…

P.S.: O problema do time reserva é a zaga. Um lixo. Comprometeu em Veranópolis, em Canoas, em Caxias…O ataque nem vou falar, porque nem o titular faz gols, que dirá o reserva. Hoje, o jogo estava equilibrado até começarem as patetadas da defesa.

Gustavo disse...

Penso que se o Grêmio tivesse jogado com mais alguns titulares, ontem, provavelmente teria conseguido garantir a classificação sem o grenal. Não seria "forçar" demais, como defende a comissão técnica.

Em relação ao grenal, acredito que o Grêmio deveria sim ir com time titular e buscar a vitória. Concordo que não tem jogo jogado, mas o Aurora já provou ser uma equipe muito frágil. Penso que o Grêmio está superestimando o adversário boliviano.

Claro que essa é a minha opinião, apenas.

Por sinal, não estou gostando da atitude da direção gremista em tentar mudar datas, etc. Dolorosamente, tenho que concordar com o Wianey, que disse que foi o Grêmio que armou a arapuca para si.

André Kruse disse...

Upiara, problema é que não existe o Autuori da vez.

Vicente, é surreal mesmo, achei que finalmente o Mario Marcos fosse ridicularizado depois dessa.

Milton e Prestes. Grêmio não pode mudar seu planejamento só para estragar a festa do Inter. E, ainda que ganhe, teriamos mais dois grenais na finalissima, com os mesmos riscos. Outra coisa que me lembrei foi o planejamento do Inter em 2007 (reservas no gauchao e titulares na libertadores), mudaram o planejamento no meio do caminho e o time foi eliminado precocemente nas duas competições.

Sancho, agora concordo contigo. Faz um time reserva fechadinho, com um ou outro titular (Jonas é um certo) e vamos pro jogo.

Gustavo, o time que jogou ontem tinha obrigação de fazer melhor papel, ainda que o consideremos fraco. Uma ou outra mudança na escalação e um cambio grande na atitude e vamos para o Grenal. Também nao estou gostando muito das atitudes da direção do Grêmio, e vamos combinar que não dá pra cair na conversa do Novelleto. E concordar com o Wianey é sempre doloroso, mas ele anda se contradizendo incrivelmente.

Vicente Fonseca disse...

O que não dá pra aguentar é essa maré de oportunismo, afirmando que o Grêmio errou ao não escalar os titulares ontem. Para quem falou isso antes do 4 a 0, respeito, apesar de seguir discordando. O problema é que não ouvi ninguém falar nessa hipótese antes do jogo. Aí fica muito fácil.

Só uma coisa: acho que o erro do Inter em 2007 foi não ter botado os titulares no começo do Gauchão, e era algo que eu comentava na época. O time titular praticamente estreou naqueles 3 a 1 diante do Nacional, quando seria muito melhor ter entrado em campo em partidas menores antes, ganhando ritmo de jogo e de competição. Depois, quando tentaram ir colocando os campeões do mundo para recuperar o tempo perdido, já era tarde demais.

Anônimo disse...

FORA DUDA-CACALO!