terça-feira, outubro 26, 2010

A comemoração do quinto árbitro



Toda essa discussão em torno da comemoração do quinto árbitro no Grenal acaba fazendo com que, mais uma vez, o trabalho da imprensa esportiva do Rio Grande do Sul seja questionado.

O primeiro aspecto é a dificuldade (ou má-vontade) na hora de dar o crédito para a fonte da notícia. Quem primeiro chamou a atenção para a comemoração do quinto árbitro foi o Blog Alento Gremista. Não é tão difícil assim descobrir isso. Atribuir o YouTube ou a internet como fonte é de uma imprecisão grosseira.

Outro fenômeno que chama a atenção é o costume que muitos jornalistas tem de defender suas teses antes de apurar os fatos. O vídeo por si só até permitiria mais de uma interpretação, ainda que fosse bastante peculiar, mas a imprensa, apressadamente optou por taxar as reclamações dos torcedores de paranóia, sem nem mesmo ouvir os envolvidos no lance. Então vieram as explicações e a dita "teoria da conspiração" ganhou força.

Aí esbarramos em um outro problema que é a tendência que a imprensa tem de ouvir alguns personagens sem jamais questioná-los ou confrontá-los. A tese de Carlos Simon, de que o quinto árbitro "vibrou pela decisão correta" é um despautério, e ainda assim passou como verdade até ser desmentida pelo próprio Alexandre Kleiniche, que garantiu estar somente tentando informar o pênalti ao juiz do jogo.

Contudo, do mesmo modo, a explicação de Kleiniche é insuficiente e conflitante, motivo pelo qual acaba provocando alguns questionamentos, que até agora não foram respondidos por nenhum dos responsáveis (diretos ou indiretos) pela arbitragem do jogo:

- O pênalti foi claríssimo, o estádio inteiro viu, ninguém o questionou. Havia de fato essa necessidade de informar o árbitro principal?
- Desde quando o punho cerrado é um sinal de toque de mão em futebol?
- Se efetivamente estava comunicando sobre o lance ocorrido, por que o 5º árbitro conteve seu gesto repentinamente?

E nunca é demais que, no fim das contas, essa polêmica acabou sendo muito conveniente para Carlos Simon, que se viu livre de ter que dar explicações sobre o lance de pênalti aos 29 minutos do primeiro tempo, uma vez que a imprensa foi incapaz de aproveitar a ocasião para perguntar sobre algumas marcações dele no jogo.

12 comentários:

MEF disse...

valeu cara pela "fonte", o pior é o site do "uol", que publicou e não direciona para o youtube ou para meu blog, mas tudo bem, de vez enquanto pego umas fotos deles...rsrsrsr.
E tem outra, posta aí o outro vídeo onde o dalessandro deveria ser expulso pela cotovelada no Vilson, está no meu blog e no youtube. Divulga este video pois o Douglas foi denunciado no STJD por vídeo, então o vermelinho tb tenque ser duninciado:
http://www.youtube.com/watch?v=AzoIfxO_t40

http://www.youtube.com/watch?v=AzoIfxO_t40

MEF disse...

do blog: http://alentogremista.blogspot.com/2010/10/cotovelada-do-dalessandro-no-vilson-no.html

heraldo disse...

a pergunta que não quer calar"porque só o timinho do pinicão não reclama da indicação do fdp do simom?"

Jorge disse...

A terceira pergunta pra mim é a principal

Porque conter o gesto de repente???

Muito estranho

Alexandre Perin disse...

ninguém olhou a imagem no ângulo aberto. Eu vi hoje. Claramente ele aponta para o próprio braço

André Kruse disse...

"aponta" com o punho cerrado? num gesto contido?

Não dá aceitar esse cachorro que Chico Garcia quer passar que a imagem "absolve" o 5º arbitro

Anônimo disse...

Chico Garcia é torcedor e fanático.
A emoção traiu o árbitro reserva...

Lourenço disse...

Para mim, claramente ele marcou pênalti. Até pode-se discutir se foi esse o gesto, mas a teoria de que ele estava comemorando é cômica, nem vale a pena discutir.

Acho que ele marcou pênalti por alguns motivos: o momento em que ele faz o sinal é instantâneo ao toque na bola, antes ou concomitante à marcação do pênalti. Pode ver que é simultâneo aos jogadores do Inter mais próximos da bola levantarem o braço pedindo pênalti. Isso refuta a idéia de que seria desnecessário ele fazer isso porque o pênalti foi claro. Por outro lado, claro, refuta a idéia de que ele comemorou a marcação acertada do Simon, desculpa totalmente inverossímil.

Outrossim, ele tem que fazer o sinal, ainda que claro o pênalti, porque é justamente para essas coisas que se põe um árbitro atrás da goleira.

Eu fico só com uma pergunta: por que a imagem é tão cortada? Certamente aquela câmera gravou a seqüência do acontecimento, daí daria para ver o que o juiz marcou com mais clareza.

Mas na boa, nem os repórteres vibram em gol mais, imagina que um juiz, em um grenal, não seria capaz de se conter. E eu, que sou crítico do Simon, acho que ele foi bem no grenal.

Alexandre Fragoso disse...

Por favor, chega a ser ridiculo este post.
O arbitro bate com sua mão esquerda na direita tentando avisar ao Simom que foi toque.
Por favor não tentem forçar a barra e achar eeros para a arbitragem. Isso é coisa para time pequeno e vamos parar com essa mania de perseguição. Existem milhões de times no planeta será que só o Grêmio é prejudicado pela arbitragem?
Vamso ser mais adultos.

André Kruse disse...

Lourenço,

Eu acho que o punho cerrado e braço tencionado são pouco condizentes com a tese de que era um sinal. E quem municiou a "teoria" da comemoração foi o próprio Simon.

Sobre vibração de reporteres, eu acho que não é bem assim. Claro que ninguém dá cambalhota na hora do gol, mas são inumeros os exemplos de narradores que narram gol com volume e entonação diferenciada conforme o time que marca.

E eu não posso achar que o Simon foi bem se ele deixou de marcar um pênalti.



Alexandre,

Quem disse que só Grêmio é prejudicado pela arbitragem? Acho que é pouco "adulto" tentar atribuir esse tipo de afirmação aos outros.

Alexandre Fragoso disse...

André, me desculpe pela colocação. Talvez tenha soado um pouco rude, mas essa coisa de ficar reclamando da arbitragem é coisa pra time pequeno que não tem competência para em 90 minutos fazer um golzinho e joga a incompetência para a arbitragem. Se tu pesquisares nos teus posts verás que sempre colocas em dúvida a arbitragem contra o Grêmio. Por favor né, a arbitragem erra e acerta para os dois lados. Temos é que analisar a atuação do time e não do árbitro.

André Kruse disse...

Alexandre,

Eu não vou entrar nesse debate de "coisa de time pequeno". Outra, esse história de errar pros dois lados é uma inverdade (ex: Quando o Simon errou contra o Inter?)

Eu sempre analiso a atuação do time. Analiso o jogo como um todo, e a arbitragem faz parte dele.