sábado, julho 25, 2009

Brasileirão 2009 - Grêmio 3 x 2 Santo André


O Grêmio quase complicou um jogo que era para ser fácil.

Tá certo que o tricolor foi superior ao seu adversário e mereceu a vitória. Exigir muito mais que isso pode ser exagero, mas o time teve facilidades e mesmo assim correu riscos desnecessários.

No início da partida o Santo André não ameaçava e nem marcava forte. O Grêmio tinha espaço para jogar. Aos 2, Tcheco chutou da entrada da área, Neneca fez boa defesa. Minutos mais tarde Jonas teve boa chance, mas demorou a concluir e foi travado pelo zagueiro. Herrera também ameaçou em chute que buscava o ângulo.

Mas aos 19 o jogo começou a complicar. Bola enfiada pelo meio, Marcelinho faz o corta-luz, Rafael Marques erra no golpe de vista e bola chega em Antônio Flávio. O Chute sai rasteiro, em cima de Victor, a bola toma uma trajetória de pinball antes de entrar lentamente no gol.

Bom, aí o clima pesou, nenhum jogador se arriscava muito. Herrera se destacou ao ir buscar jogo no meio campo. Em um desses recuos do argentino, Tcheco foi lançado, dominou, foi para cima de Gustavo Nery, fez grande jogada e cruzou para Souza, que chegou com o pé "errado". O Grêmio ainda teve duas chances com Mário Fernandes e Rafael Marques após cruzamentos na área.

O primeiro tempo se encaminhava para uma preocupante vitória parcial dos visitantes, mas aos 42, Souza bateu escanteio no primeiro pau, Rafael Marques se antecipou a zaga e empatou de cabeça. Aos 45, Souza arriscou de longe e fez um golaço. Um gol como aqueles que o Grêmio havia tomado contra Vitória e Coritiba. Um gol "a la Josimar na Copa de 86".

Segundo tempo seria de maior facilidade. Santo André não mostrou nenhuma reação. Ainda assim o Grêmio custou a matar o jogo. Aos 2, Souza conscientemente tentou encobrir o goleiro de cabeça. Parou no travessão. Herrera criou um par de boas jogadas. Mas o tempo ia passando e nada do 3º gol.

Santo André teve um jogador expulso aos 17. Não se via em campo a vantagem numérica tricolor, somente a vantagem "técnica". Aos 19, Jadílson fez bom cruzamento, Herrera subiu de cabeça e Neneca fez grande defesa. Aos 34, Souza sofreu falta no lado da área. Neneca colocou somente um homem na barreira e se posicionou mal. Souza bateu com curva e força e a bola achou Rafael Marques dentro da pequena área. Segundo gol dele, segunda assistência de Souza e terceiro gol do Grêmio. No último minuto de jogo o Santo André levantou bola na área e Ricardo Goulart cabeceou por cima de Victor, decretando o 3x2 final.


Desnecessário falar das boas atuações de Souza e Rafael Marques.

Gostei muito da atuação de Herrera. Fez uma série de bons lançamentos e tentou alguns chutes longos "conscientemente" colocados. Merecia um gol.

Tcheco jogou o suficiente para afastar a polêmica do "bonitinho".

Adílson foi irregular no primeiro tempo e cresceu no segundo.

Jadílson é sabidamente um jogador de características ofensivas. Fez ao menos duas grandes jogadas de ataque, mas deixou um grande vazio na defesa. Não ameaçou a titularidade de Fábio Santos.

Mário Fernandes é rápido e sai muito bem para o jogo, mas justamente por não ser lateral de ofício acaba empacando quando se aproxima da intermediária ofensiva.

Victor esteve irreconhecível.

Isael tinha deixado boa impressão no jogo contra o Sport. Ontem não entrou bem.


Fotos: Terra e ClicRBS

Grêmio 3 x 2 Santo André
Antônio Flávio 19´
Rafael Marques 42´
Souza 45´
Rafael Marques 78´
Ricardo Goulart 90+3

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes(Thiego 44'/2ºT), Léo, Rafael Marques e Jadílson; Adilson, Túlio, Souza e Tcheco (Joílson 18'/2ºT); Herrera e Jonas (Isael 25'/2ºT).
Técnico: Paulo Autuori.

SANTO ANDRÉ: Neneca, Cicinho, Marcel, Cesinha e Gustavo Nery (Vinicíus Simon 23'/2ºT); Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca (Ricardo Goulart 23'/2ºT), Elvis (Pablo Escobar 37'/2ºT); Antônio Flávio e Nunes.
Técnico: Sérgio Guedes.

14ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2009
Data: 25/7/2009, sábado, 18h30min
Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)
Público : 11.180 (9.571 pagantes)
Renda: R$ 149.385,50
Árbitro: Alício Pena Junior (MG)
Auxiliares: Helberth Costa Andrade (MG) e Jair Albano Felix (MG)
C. Amarelos: Souza, M. Fernandes (G); Ricardo Conceição, Elvis, Fernando, G. Nery (SA).
Cartão vermelho: Nunes (SA) aos 17 do 2º tempo
Gols: Antônio Flávio (SA), aos 19min; Rafael Marques (G), aos 42min, e Souza (G), aos 45min, no 1º tempo. Rafael Marques (G), aos 33min; e Ricardo Goulart (SA), aos 48min, no 2º tempo.

5 comentários:

DJ Aldebaran disse...

Ainda sobre camisetas e sobre a Puma: é impressão minha ou a Puma não entregou ainda as camisetas com manga longa? Pois me pareceu pelas fotos do jogo de ontem que os jogadores estavam com uma camiseta azul-celeste por baixo do modelo de mangas curtas. Ou a ideia de a camiseta manga longa parecer uma camisa por cima da outra é mais uma grande rothice, ou melhor, invencionice dos "designers" da Puma?

Bruno Coelho disse...

Adalba, isso não chega a ser novidade. Se reparar, em praticamente todos os jogos os jogadores do Grêmio atuaram assim. Pelo jeito não houve entrega das camisas com manga longa e não sabemos quando ocorrerá. Mas isso tudo é proposital. A Puma seguiu a tendência de alguns clubes europeus, que ao invés de terem a camisa de manga comprida, usam outra por debaixo (Chelsea, Liverpool...). Só que há um problema. As camisas em questão são de uma cor, a do Grêmio são três cores, então esse tipo de artifício não cai bem.

Augusto disse...

vale ressaltar que a expulsão do st. andré foi injusta. herrer se jogou no chão e fez um teatro tremendo.

André Kruse disse...

Até onde eu sei, esta é a camisa de manga cumprida.

Herrera valorizou sim, mas levou um tapa do jogador do Santo André.

Márcio C. M. disse...

Meu Deus.

www.saitcheco.com

Como tem retartado nesse mundo.

Ainda bem q a enquete diz tudo.