quarta-feira, setembro 12, 2007

Cuca - Calçada da Fama

Não vou comentar a semana Gre-nal, não vou falar da indicação do Heber Roberto Lopes, não vou comentar a lesão de Rodrigo Mendes e nem vou comentar as contratações de Jonas e Luciano Fonseca. Vou falar de uma notícia que saiu no Terra e pouco repercutiu.


Cuca assume ter mágoa da diretoria do Grêmio

Um dos grandes jogadores da história do Grêmio, o hoje técnico do Botafogo, Cuca, assumiu neste sábado ter mágoa do time tricolor gaúcho.

O ex-jogador marcou o gol da vitória do título gremista da primeira Copa do Brasil da história, em 1989. O Grêmio ainda não o convidou para colocar seus pés na "Calçada da Fama" do Olímpico.

Neste domingo, Cuca voltará ao estádio, comandando o Botafogo contra pelo Campeonato Brasileiro. "Dei minha vida pelo Grêmio. Joguei infiltrado. Estava vendido para a Espanha e me arrisquei, me despedindo num Gre-Nal em que o pau comeu solto. Estou muito sentido com os dirigentes do Grêmio", disse.

"Agora, se me pedirem para pôr os pés, não vou. Na pressão não é a mesma coisa. Tinha que ser espontâneo. Ou acham que eu tive mérito, ou não acham", protestou.



Cuca fez essa reclamação pouco dias depois de o Grêmio ter anunciado que Sandro Goiano, Valdo e Luiz Eduardo . Sandro Goiano nem tem como discutir, e além do mais entraria automaticamente como capitão da série B em 2005. Valdo foi um jogador de seleção brasileira, de copa do mundo. Luiz Eduardo já mais questionável, nunca foi um grande jogador, mas jogou no Grêmio por um longo período, e sempre manteve o vínculo com o clube.

Entende-se o Cuca, haja vista que dois de seus ex-companheiros foram indicados e ele não. Cuca foi um dos símbolos daquele time chamado de "Grêmio Show", além de ter ganha a copa do brasil de 1989 e o hexa gaúcho de 1990. Talvez tenha sido apenas um "esquecimento". Talvez tenha pesado negativamente a passagem de Cuca pelo co-irmão. Não quero imaginar que a história do suposto estupro na Suíça tenha algo a ver com isso. Abaxo uma foto de Cuca, Luiz Eduardo e Valdo no time do Gremio que disputava a Brasileirão de 1987.

Foto retirado do site http://www.torcedor.gremista.nom.br/

4 comentários:

Guillermo disse...

O Alex Stival não é aquele cara que na sua passagem como treinador do Grêmio em 2004 abandonou o posto por não querer ficar marcado como o treinador que rebaixou o Grêmio??? Ah tá... só pra saber. Meio covarde essa atitude, né?

Pessoalmente eu acho que ele merece uma posição na calçada da fama, assim vários outros jogadores que passaram pelo Grêmio.

No começo do ano, no confronto de ida contra o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro questionaram se tinha algum sentimento diferente por ser uma partida contra o Grêmio. A resposta dele foi algo como essa: Para mim é como um jogo contra qualquer outro adversário (não boto entre aspas por não poder confirmar se foram essas palavras, apesar da mensagem ter sido essa). Logo, ele não tinha um sentimento tão especial pelo Grêmio assim.

Ele dizer que não quer mais ir pra calçada é a confirmação disso. Valdo e Luiz Eduardo não jogam no Grêmio há anos e mesmo assim só agora foram homenageados. Outros foram pra calçada mesmo tendo passado depois desses, então a hora do Cuca chegaria. Como ele não quer mais é melhor. Sobra espaço para outros quem realmente respeitam o Grêmio após passar por aqui.

Abraço e DÁ-LHE GRÊMIO!!!

p.s.: se ele reconsiderar essas bobagens que disse tenho certeza que será reconhecido de bom grado pelo Grêmio.

Anônimo disse...

Cuca chorão... Lamentável.

Museu do Cinema disse...

Cuca é muito chorão e pouco maduro! Soube dessa história toda aqui no blog, e sinceramente, se ele não quer? paciência! Ninguém vai morrer!

André K. disse...

Eu dou um pouco de razão pro Cuca. Ser preterido pelo Luiz Eduardo é dureza.