domingo, abril 04, 2010

Gauchão - Juventude 1 x 2 Grêmio


No último jogo da fase classificatória, finalmente tivemos uma partida típica de Gauchão. Chuva, campo molhado, jogo pegado. O Grêmio entrou meio perdido em campo, correndo desordenadamente e não se encontrado na marcação. O Juventude exerceu uma pressão nos minutos iniciais, contudo foi o tricolor que saiu na frente. Aos 10, Douglas bateu falta na área e Jonas ficou livre para cabecear. 1x0. O gol ajudou o Grêmio a se ajustar no campo, e o time passou a tocar a bola, rodando o jogo no campo de ataque e mostrando superioridade, justificando aí a vantagem no placar.

No segundo tempo o Juventude reagiu rápido. Com um minuto de jogo, boa jogada pelo lado direito, Hiago serviu Hugo, que de dentro da área chutou sem chances para Victor. Com o empate, o jogo cresceu em movimentação e em animosidade. O Grêmio foi ao ataque e teve o mérito de fazer jogadas em velocidade, pelos dois lados do campo. Aos 9, Maylson concluiu de dentro da área e a bola desviou na mão do zagueiro (muito "mais" pênalti do que foi marcado para o NH) , mas o juiz nada marcou. Aos 16, Jonas recebeu de Fábio Santos, e bateu de esquerda, desempatando o jogo.

A partir daí o Grêmio teve alguns bons contra-ataques, só não teve vida mais fácil pois não conseguiu aproveitar as chances para liquidar a partida e não porque mostrou uma preocupante incapacidade de amorcegar o jogo nos minutos finais.


Irretocável a campanha do segundo turno. E o time confirmou também a melhor campanha no geral.

Os dois laterais não estavam numa boa tarde. Perderam vários duelos individuais, permitindo várias jogadas de linha de fundo do adversário. As conseqüências só não foram maiores porque Rodrigo fez grande partida, cortando tudo.

Rochemback não poderá reclamar de falta de oportunidades.

Silas elogiou bastante a atuação de Bergson. Me pareceu mais um incentivo para o guri, que cumpriu importante função tática (de jogar como nove).

Mais uma vez William Magrão teve uma atuação no nível que mantinha em 2008. Continuando assim, será o dono da segunda função do meio campo. Importante que ele tenha sido testado ao lado de Adílson, formação desejada por boa parte da torcida.

Juventude 1 x 2 Grêmio
Jonas 10'
Gustavo 46'
Jonas 61'

JUVENTUDE: Carlão; Bressan (Tiago Renz 28 do 2º), Ferreira e Jorge Fellipe; Bruno, Fred, Umberto, Gustavo (Júlio Paulista 36 do 2º) e Calisto; Hiago (Maycon 28 do 2º) e Marcos Denner.
Técnico: Osmar Loss

GRÊMIO: Victor; Edilson (Joilson 28 do 2º), Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Willian Magrão, Adilson (Fábio Rochemback, intervalo), Maylson e Douglas; Jonas (Hugo 34 do 2º) e Bergson.
Técnico: Silas

Campeonato Gaúcho 2010 - 2º Turno - 7ª rodada
Data: domingo, 4 de abril de 2010, 16h00min
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)
Público:
7.330 torcedores
Renda:
R$ 106.945,00
Árbitro: Vinícius Costa
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição e Renata Schaefer
Cartões amarelos: Mário, Maylson (Grêmio); Bressan, Gustavo, Umberto, Tiago Renz, Ferreira (Juventude).
Gols: Jonas, aos 11min do 1º tempo e aos 16min do 2º tempo (Grêmio); Gustavo, 1min do 2º tempo (Juventude).

3 comentários:

Kbecinha disse...

E começam a surgir os gols de escanteio e de faltas cruzadas, que se reclamava tanto nesse blog. Foram 2 contra o Votoraty e 1 contra o Juventude. Tudo bem que são adversários fracos, mas já é alguma coisa.

É o Douglas fazendo diferença.

Quanto ao novo xerife, confesso que estou impressionado com o Rodrigo. Não via muito futebol nos seus tempos de São Paulo e Corinthians.

msguenter disse...

E o Maylson hein, de novo não entrou em campo...

Renato disse...

Ainda acho que a dupla de volantes deveria ser Ferdinando e WMagrão. Acho o Adílson afoito demais, com dificuldades de passe e de domínio de bola, o que é imperdovável para quem joga ali.