quinta-feira, maio 20, 2010

Copa do Brasil - Santos 3 x 1 Grêmio


Não deu. Mais uma vez. Mesmo com desfalques e improvisações o Grêmio fez um grande primeiro tempo. Marcação forte e adiantada, valorização da posse de bola e escapadas que resultaram em boas chances de abrir o marcador. O poderio ofensivo do Santos foi neutralizado na primeita etapa.

Aos 6 do segundo tempo, tudo mudou com o golaço de Ganso. O Santos cresceu, o Grêmio não conseguiu mais ir ao campo de ataque e aos 25, em novo golaço, Robinho ampliou. O tricolor então reagiu, descontou com Rafael Marques e mostrou que iria cair lutando. Na base da vontade assustou a Vila Belmiro (recheada de torcedores de ocasião), que só respirou aliviada quando Wesley fez o 3x1 final.

Muito se temia pela escalação da linha defensiva, que de um modo geral foi bem. Infelizmente o trio ofensivo do Grêmio não esteve numa noite inspirada. E Adílson, mais uma vez, foi o melhor gremista em campo.


Não vou entrar muito na questão do merecimento. Me parece que o Grêmio errou muito nos dois jogos, especialmente na primeira partida no Olímpico. E o Santos, apesar da irregularidade, teve momentos de talento, o que bastou para superar o adversário.

Independente disso, tem sido muito frustrante acompanhar futebol. O Santos, assim como no primeiro jogo (e contra Ceará, Atlético-MG, Santo André) foi beneficiado e protegido pela arbitragem. É chato e repetitivo falar disso. E bem possível que mesmo com uma arbitragem perfeita o Grêmio fosse eliminado, mas não foi isso que ocorreu.

E não foi por falta de aviso. Até os jornalistas mais chapa branca alertavam para os perigos de Marcelo de Lima Henrique no apito. O lance em que Ganso pediu (e conseguiu) um amarelo para Hugo foi sintomático. Robinho tentou apitar o jogo (com direito a palavrão) enquanto Victor era advertido na sua primeira reclamação. Aos 32, Jonas foi puxado por Edu Dracena até a sua camisa rasgar. Na origem do 1º gol do Santos, há uma falta clara em Jonas (que é quem acaba dando espaço para jogada). No lance que resultou na expulsão de Jonas e Dracena (dentro da área do Santos), o juiz inverteu a falta (O zagueiro acertou antes o atacante). Ainda, aos 45 do segundo tempo, Edílson foi derrubado dentro da área, e o juiz mandou seguir.

Um juiz ruim, por si só, é revoltante. Pior ainda é a cobertura da imprensa e as pessoas achando isso normal, já acostumadas, resignadas. Acompanhei o jogo no Sportv e a coisa foi triste. Não bastasse a reporter Joana de Assis falando em "RoXemback", André Rizek corneteando Adílson, ainda tivemos o velho problema da parcialidade da seleção de replays. O lance do penalti do Jonas só foi repetido por que ele saiu de campo com a camisa completamente rasgada. Não foi repassado um lance de penalti no Edílson, e o replay da expulsão do Jonas e Dracena só foi mostrado no Sportv News. E a "nossa" imprensa, que tanto falou em Grêmio X Avaí, tanto falou em Banfield x Inter, estranhamente (ou não) silenciou.

Fotos: Agência Lance (Terra), Miguel Schincariol (ClicRBS) e Leandro Amaral (Correio do Povo)

Santos 3 x 1 Grêmio

SANTOS: Felipe, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Rodriguinho, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Robinho (Bruno Aguiar), André (Marcel) e Neymar (Madson)
Técnico: Dorival Júnior.

GRÊMIO: Victor, Edílson, Ozeia, Rafael Marques e Joílson; Adilson, Willian Magrão (Willian), Hugo (Leandro) e Douglas; Jonas e Borges.
Técnico: Silas

Copa do Brasil 2010 - semifinal - jogo de volta
Data: 19/05/2010, quarta-feira, 21h50min
Local: Estádio Vila Belmiro, Santos-SP.
Público: 13.896 pagantes
Renda: R$ 592.975,00
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique/RJ (FIFA).
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues/RJ (FIFA) e Dilbert Pedrosa Moises/RJ (FIFA)
Cartões amarelos: Ozeia, Hugo, Victor, Edílson. William Magrão, William (Grêmio); Léo, Rodriguinho, Neymar (Santos).
Cartões vermelhos: Jonas, Dracena, Rafael Marques
Gols: Paulo Henrique Ganso, aos 6, Robinho, aos 25, Rafael Marques, aos 30, Wesley aos 40 do 2º tempo

8 comentários:

Adriano Snel disse...

André, foste mais claro que água. Já tinha cantado a pedra da imprensa, que pra variar, sempre parcilíassima contra o Grêmio. Chega a dar nojo, vergonha.

Outra coisa que me irrita é o fato desses moleques serem tudo uns HIPÓCRITAS e uns grandes filhos da puta, pois se dizem Atletas de Cristo, e ficam tentando ganhar o jogo ROUBANDO, tentando cavar faltas e tal. E o pior de tudo que os árbitros caem a toda hora nessas.

Espero que essa década de MERDA acabe logo. Chega de chegar e não ser campeão. Dói.

Abração!

Bruno Coelho disse...

Vocês querem tortura de verdade? Imaginem ouvir esse jogo na Rádio Bandeirantes, em São Paulo, com José Silvério de Andrade claramente torcendo pelo Santos e ainda ter que agüentar a corneta do Milton Neves? Única salvação ali era o Claudio Zaidan, e só. Sorte que cheguei em casa após os 15 minutos de jogo.

Maninho Fragoso disse...

Vamos ser realistas, por favor. Os dois times se equivalem em qualidade ofensiva, talvés um pouco mais para o Santos. O que definiria os confrontos seria o time que errasse menos. No jogo de ida demos muito espaço no primeiro tempo e tomamos um gol no final do jogo por falhas na marcação. Ontem tomamos três gols no nosso erro: o primeiro Ganso faz um-dois em cima do Adilson que não o acompanhou, coisa de escolhinha; no segundo gol havia um buraco na marcação onde o Robinho entrou e no terceiro o Douglas cobrou um escanteio praticamente rasteiro, no primeiro pau, com o time todo esperando a bola alta. Pegaram nossa zaga com as calças na mão.
Não vejo a arbitragem como decisiva para o resultado. Em um embate entre duas equipes muito parecidas ganhou a quem errou menos. Ah, e nosso ataque simplesmente não existiu na Vila Belmiro.

Rosana disse...

Em resposta a esse Idiota Adriano Snel....

Primeiro nenhum atleta do santos tem dito a publico que é atleta de cristo ou coisa parecida.
Segundo, jogador nao rouba nada e sim o arbitro pode cometer erros.
Terceiro vc usa palavras que devem ser comuns entre sua famila, pois FDP deve ser quem te gerou.
A DOR PELA DERROTA E O MENOSPREZE PELOS MELHORES FAZ UM CIDADÃO SO DIZER BESTEIRAS COMO VC, SUA FACULADADE DE NADA VALEU PELO SEU CARATER QUE VC DEMONSTRA TER.

Eduardo disse...

Perdemos pela diferença da qualidade técnica individual.
Ng comprometeu. Foi uma série de coisas e não algo isolado que dá pra apontar culpa.
Jogo aqui falhamos. Ontem falhamos pq era deixamos espaço pra contra golpes. Mas do outro lado, os santistas pode falar que o Gremio fez 2 gols aqui por conta das falhas do Mancha....
Ocorre que o time deles aproveita melhor as falhas pq tem qualidade superior mesmo no ataque.

Anônimo disse...

Temos elenco médio, sobras do rico São Paulo, jogadores que os poderosos econômicos rejeitaram e,além disso, cansamos no segundo tempo, não temos a simpatia da cbf...

Jiyonni disse...

Olá. Entrei no seu blog em busca de fotos da partida (peço licença para usá-las) e aproveitei pra ler a matéria. Muito boa. Concordo com você quando diz da proteção em cima do Santos. Ontem, o Neymar não podia ser encostado que caía e rolava. Me irritou. Como eu frisei em meu texto, o Santos ganhou só na individualidade. Se o Grêmio tivesse pelo menos um fora-de-série, ganharia o jogo.
Um abraço!

Anônimo disse...

Sou Santista, mas falar em bairrismo da Radio Band SP é brincadeira, vcs ouviram a narração do 1º jogo, pelo Radio Band Porto Alegre!!! Obrigado, serviu de motivação para o Santos Dançar o Elimination !!! rs rs rs