domingo, maio 02, 2010

Gauchão - Grêmio 0 x 1 Internacional


O Grêmio trazia uma grande vantagem do primeiro jogo. Dos cenários imaginados para a segunda partida, o que mais incomodava era o de levar um gol cedo. E infelizmente isso aconteceu. Aos 9, Giuliano apanhou o rebote sozinho e teve muito espaço para chutar. A bola veio de longe, passou por muita gente e Victor não chegou nela. A falha do capitão gremista colocava o Inter em vantagem, e colocava uma dose de apreensão e nervosismo no jogo. O 4-4-2 de Silas não conseguia parar 0 3-6-1 de Fossati. Kléber tinha muita liberdade e, juntamente com Giuliano, criava as principais jogadas do Inter. Apesar da superioridade colorada, foi o Grêmio que mais criou chances no primeiro tempo. Aos 14, Edílson bateu falta com força, e Abbondazieri espalmou para escanteio. Aos 33, Borges cabeceou em cima do arqueiro colorado, e, aos 43, Rodrigo tentou de voleio após o escanteio.

Para o segundo tempo, Silas sacou um inoperante Leandro, colocando Hugo em campo. O meio campo passou para uma formação em losango, a marcação foi adiantada e William Magrão colou em Kléber. Deu certo, o Grêmio neutralizou o Inter, chegando a ensaiar uma pressão. As principais chances do segundo tempo foram todas tricolores. Aos 6 minutos, Douglas fez um grande lançamento, mas Borges chutou na rede pelo lado de fora. Aos 15 Hugo subiu bem no escanteio, mas a cabeçada foi para o chão e subiu demais, tocando de leve no travessão. Aos 21, Abbondazieri fez importante defesa após bate e rebate na área colorada. Nos últimos 10 minutos de jogo o Inter rodou a bola no ataque, mas não conseguiu chegar perto do gol gremista. Assim, o título ficou merecidamente com o Grêmio (Time de melhor campanha e superior nos 180 minutos das finais).


Achei meio constrangedora a semelhança desse troféu com a taça do mundial.

Adílson correu e jogou uma barbaridade. Foram diversas as roubadas de bola e as antecipações.

Hugo mais uma vez entrou muito bem no jogo. Interessante essa nova vocação dele, a de marcador (poderia também ser a de agente funerário)

Silas já começa a se notabilizar por saber mudar o time no intervalo. Gostei dele na coletiva também, muito lúcido.

Eu fico um pouco apreensivo com o futebol do Edílson, parece demorar muito tempo para dar o combate defensivo.

Gostei muito da atuação do Ozéia. Muito sério. Walter, que incomodou bastante no primeiro jogo, não teve espaço para jogar.

Felizmente Victor não teve chance de se redimir durante a partida. Não foi mais acionado no jogo.

Preocupa um pouco essa questão do alto número de chances desperdiçadas, ainda que hoje não tenham sido tão claras e não tenham feito falta.

A festa deve e precisa ser curta. O Grêmio tem objetivos maiores nesse ano. Sobre o título, segue valendo a velha frase: "só tem uma coisa pior do que ganhar o Gauchão, é não ganhar"


Fotos: UOL, ClicRBS e Gremio.net

Grêmio 0 x 1 Internacional
Giuliano 9'

GRÊMIO: Victor; Edilson, Ozeia, Rodrigo e Neuton (Joilson); Adilson, Willian Magrão, Leandro (Hugo, Intervalo) e Douglas (Fábio Rochemback); Jonas e Borges.
Técnico: Silas

INTER: Abbondanzieri; Bolívar, Ronaldo Alves (Kléber Pereira) e Fabiano Eller; Bruno Silva (Nei), Sandro, Glaydson, Giuliano e Kleber; Taison e Walter (Thiago Humberto).
Técnico: Jorge Fossati

Campeonato Gaúcho 2010 - Final - Jogo de Volta
Data: domingo, 2 de maio de 2010, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 44.727 (39.318 pagantes)
Renda: R$ 1.010.589,00
Árbitro: Leandro Vuaden
Assistentes: Paulo Ricardo Conceição e José Franco Filho
Cartões amarelos: Ronaldo Alves (I), Nei (I), Fabiano Eler (I), Edílson (G)
Cartão vermelho: Taison (I)
Gol: Giuliano (Internacional), aos 9 do primeiro tempo

13 comentários:

Márcio C. M. disse...

Adílson jogou demais. Ozeia foi bem, não compromete.

Alguém para criticar as contratações do Meira?

Marcelo disse...

Não achei falha do Victor (pelo menos no estádio). Tinha muita gente na frente dele. O problema foi que a defesa deu muito espaço pro chute. O Adilson deveria ter se jogado contra a bola e o Rodrigo poderia tentar desviar o chute.

Achei irritante a displicência de Douglas e Leandro. Pelo menos Hugo e Rochembach tem entrado bem nos últimos jogos.

Também fiquei preocupado com o Borges ter perdido 2 gols na cara do goleiro nos 2 grenais.

Mas o que vale é o título. E que venha a Copa do Brasil!

Lopes disse...

Essa taça pra mim é a taça do mundial mais moderna! E a taça de vice campeão é a da recopa mais moderna! TUDO SEMELHANTE!!!
Faltou MUITA criatividade à federação gaúcha...

Eduardo disse...

Quantas vezes o Inter entrou na area do Gremio nos 180min da decisão?

André Kruse disse...

Bem lembrado Eduardo. Até os 20 minutos do jogo de ontem o Inter ainda ameaçava chutando de longe, depois nem isso.

Lopes, ontem o presidente da FGF tava usando uma camisa da seleção brasileira. É muita chinelagem.

Marcelo, realmente tinha muita gente na frente e a defesa deu muito espaço pro Giuliano, ainda assim achei que a bola era defensável.

Eduardo disse...

Era defensável. Problema é que fazem um escarcéu em cima do Victor quando ele "erra". Ultimo grenal ate comentei que foi bom pro Victor ter feito a partida que fez pra pararem com essa coisa de "ele falha em grenais", mas nada adiantou parece.
Pedro Ernesto narrando ontem dava a impressao de quase ter sido um frango. A ZH de hoje só faltou mudar o nome dele pra "Victor(que falhou no gol do inter)".

Que ele cometeu erros é verdade, nao da pra negar os fatos também. Só que esse exagero é que atrapalha.

Ganhar um titulo perdendo é um tanto estranho mesmo, "MAS" pior é ganhar e nao ser campeão, sem valer nada.

Vicente Fonseca disse...

Felizes somos nós gremistas que temos um goleiro de tão alto nível onde cada falha corriqueira vira um verdadeiro escândalo.

Que fique até 2020!

Sancho disse...

Victor é HUMANO. Ainda bem, cheguei a duvidar disso...

cristiano disse...

se repararem bem, do angulo da camera por tras da goleira, verão q uns 2 ou 3 jogadores do grêmio desviaram da bola, quando em uma decisão, ou GRE-nada eles deveriam,se preciso, até parar chutes (dos velhos tempos) do roberto carlos com o saco.

pode ser por isso victor saiu atrasado, ELE NUNCA PODE CONFIAR NA DEFESA DO GRÊMIO, isso sim ele tem q ter em mente.

Anônimo disse...

PERDER O GRENAL POR 1 A 0 EM KZA DA FORMA QUE FOI O PRIMEIRO TEMPO, FOI HUMILHANTE AINDA MAIS COM LEANDRO EM CAMPO ESSE CARA É PIADA EX ATLETA..NO MINIMO

MAS O DIFICIL FOI VER O TAISON COLOCAR DEDO NA CARA E XUTE NA BUNDA…., DENTRO DO OLIMPICO…

NO MINIMO ELE TINHA QUE TER ENTRADO A PAU ATE O VESTIARIO..

…QUE SAUDADE DO GREMIO VERDADEIRO……

Dinho cangaceiro disse...

Temos que lembrar que viemos de um jogo difícil na quinta, em campo pesado e com 10 jogadores o segundo tempo inteiro. O tempo de recuperação foi curto e voamos no 2 tempo, enquanto eles estavam de língua de fora.
Era jogo de 180 minutos e quem precisava buscar o resultado se acovardou e não deu nenhum chute a gol. Não corremos riscos e botamos a faixa.
Quanto ao Taison, concordo que faltou alguém para guspir na cara e cagá-lo a pau.
E o Hugo? Entrou para a história com o caixão vermelho no palanque. Foi melhor do que receber a taça.

Dinho cangaceiro disse...

Temos que lembrar que viemos de um jogo difícil na quinta, em campo pesado e com 10 jogadores o segundo tempo inteiro. O tempo de recuperação foi curto e voamos no 2 tempo, enquanto eles estavam de língua de fora.
Era jogo de 180 minutos e quem precisava buscar o resultado se acovardou e não deu nenhum chute a gol. Não corremos riscos e botamos a faixa.
Quanto ao Taison, concordo que faltou alguém para guspir na cara e cagá-lo a pau.
E o Hugo? Entrou para a história com o caixão vermelho no palanque. Foi melhor do que receber a taça.

Vicente Fonseca disse...

Exatamente! Mesmo com um dia a menos de descanso, o Grêmio correu mais no segundo tempo.

Quanto ao Taison, eu prefiro RIR da forma patética com que ele está encerrando sua carreira. Com 21 ANOS.