quinta-feira, janeiro 22, 2009

Gauchão - Inter-SM 1 x 1 Grêmio


Tem gente que é contra os campeonatos estaduais. Não estou entre eles. Mas entendo que se filie a esta corrente. E vamos combinar, se é pra fazer, vamos fazer bem feito.

Algumas coisas são inaceitáveis.

Jogo as 16h30 num dia de semana em janeiro, em virtude do Big Brother.

Inter-SM não reclama da federação, uma vez que esta (leia-se TJD) adiou o cumprimento da pena de perda de mando de campo.

A federação por sua vez fez vista grossa aos preços dos ingressos.

Infelizmente, num jogo de grande expectativa viu-se grandes clarões nas arquibancadas


Como era de se imaginar, a partida começou quente. Inter-sm foi pra cima no ímpeto inicial. Nem deu pra ver muito do 3-5-2 gremista, pois aos 6, numa indecisão entre Ruy e Alê Menezes o centroavante decidiu-se primeiro e rolou a bola para trás. Vainer acertou um sapataço no angulo do gol gremista (candidato a gol mais bonito do campeonato). Victor mal teve tempo de olhar a bola.

Grêmio tentou reagir. Um minuto depois teve um penalti claro sonegado pelo árbitro, quando Goico acertou um carrinho com os dois pés na perna de Fábio Santos dentro da pequena área. O tricolor tomou a iniciativa do jogo, tentava trocar passes, sem ameçar muito. Souza, Tcheco e Magrão se revezam nas funções do meio campo, sem muito sucesso. Inter-SM tratou de garantir sua vantagem, marcando forte, parando o jogo quando necessário e especulando raramente, principalmente pelo lado esquerdo. Ainda no primeiro tempo um impedimento mal marcado após cabeçada de Réver, quando já se desenhava o gol de empate gremista.


Dado ao horário esdruxulo, perdi os primeiros 10 minutos da segunda etapa. Não sei como foi a volta do Grêmio. Fiquei sabendo que Fábio Santos cruzou e, na marca do pênalti, Ruy fez o gol de cabeça (insira sua piada aqui).

O Inter-sm sentiu mais o cansaço e o Grêmio passou a mandar no jogo. Roth aparentemente corrigiu o posicionamento do meio campo e Tcheco se soltou mais. Tricolor teve algumas opurtunidades de virar o jogo, mas Goico conseguiu evitar.

Desde o primeiro tempo Alex Mineiro jogava fora da área, Reinaldo ficava mais adiantado. Não gostei da dupla. Alex não conseguiu sucesso em praticamente nenhuma jogada. A coisa melhorou um pouco com a entrada de Rafael Martins, quando adiantou-se o Alex Mineiro. Não sei se o posicionamento inicial de Alex Mineiro fora da área foi ideia do Roth ou iniciativa do próprio jogador.

Rafael Marques foi discreto, mas seguro e eficiente.

Fábio Santos apareceu melhor na primeira etapa e caiu na segunda.

Ruy parecia perdido no primeiro tempo, melhorou bastante no segundo.

Não gostei de Tcheco de segundo volante.

Jadílson entrou com a clara orientação de "só fechar na hora de marcar, com a bola abre" e fez duas jogadas perigosas na ponta esquerda.


Acho salutar estas iniciativas anti-grenal de afirmação dos clubes do interior. Também sei que muitas vezes não há o que se falar de manifestações de arquibancadas, são para ofender e chocar e ponto final. faz parte do jogo. Mas eu não consegui enteder uma faixa pendurada na torcida do Inter-SM (na foto abaixo, um pouco acima das letras "OS" da palavra fanáticos) que trazia um cifrão, um símbolo do Grêmio com o nome grafado incorretamente e uma suástica. Sinceramente fugiu da minha compreensão.

Wianey Carlet poderia parar de falar a respeito da torcida do Grêmio. Ou quem sabe, esperar 5 minutos e apurar os fatos antes de sair fazendo acusações infundadas contra setores da torcida. Meus ouvidos, que não são pinico, agradeceriam.


Fotos: ClicRBS e Grêmio.net

Inter de Santa Maria 1 x 1 Grêmio
Vainer 7´
Ruy 50´

INTER-SM: Goico, Cassel, Linno e Darzone; Marquinhos, Márcio Souza, Sandro, Jonas (Fabinho 20'/2ºT) e Vainer (Rudimar 41'/2ºT); Wagner (Jéferson 12'/2ºT) e Alê Menezes.
Técnico: Abel Ribeiro.

GRÊMIO: Victor, Léo, Rever e Rafael Marques; Ruy, William Magrão, Tcheco, Souza e Fábio Santos (Jadílson 30'/2ºT); Reinaldo (Rafael Martins 22'/2ºT) e Alex Mineiro.
Técnico: Celso Roth.

Gauchão 2008 - Taça Fernando Carvalho - 1ª rodada
Data: 21 de janeiro de 2009, quarta-feira, 16h30min.
Local: Estádio Presidente Vargas, Santa Maria (RS).
Público:
4.642 pagantes
Renda: R$
68.320,00
Arbitragem: Vinícius Costa, auxiliado por Marcelo Barison e Marcelo Oliveira e Silva.
Cartões amarelos: Willian Magrão, Ruy, Léo, Reinaldo (Grêmio); Darzone, Alê Menezes, Jeferson, Goico e Linno (Inter-SM).
Gols: Vainer, aos 7min do 1º tempo (Inter-SM); Ruy, aos 5min do 2º tempo (Grêmio).

7 comentários:

Francisco Luz disse...

O que houve com a torcida do Grêmio? Vi o jogo meio de canto e não ouvi ou vi nada que chamasse a atenção.

Vítor Hugo S Ferreira disse...

A faixa escrita anti-grenal está lá devido ao fato de o time da cidade se chamar internacional e a confusão com o da capital. Por ter esse nome muitos gremistas acabavam não torcendo para o time da cidade então aquela faixa faz mensão ao fato de não ter rivalidade entre gremistas e colorados de santa maria e que o inter-sm não tem nada a ver com o inter-POA assim sendo contra esse falso grenal.

André Kruse disse...

Francisco, essa parte eu não vi também, mas só ouvi no rádio. Enquanto o Wianey fazia seu discurso, mudei pra Guaíba e nela o comandante da brigada (nao se era esse o nome do cargo, mas o responsavel pela segurança) tratou de minimizar, dizendo que o que ocorreu no intervalo se deu porque bar da torcida do Inter-SM era perto da divisória e nesse movimento se deu uma pequena animosidade, que a Brigada dispersou.

Vitor, essa faixa já apareceu em jogos em caxias também. Mas nao era essa faixa a qual me referia

Gabriel disse...

André, eu estou começando um blog. Como eu faço para sermos parceiros?

Endereço: http://camisa-9.blogspot.com/

Vítor Hugo S. Ferreira disse...

Sim verdade vejo que a faixa que referiste é aquela em que tem um cifrão e o símbolo do gremio, na verdade não sei o pq daquela faixa que não faz o menor sentido, vou tentar descobrir se souber de algo te aviso. Abraço

Vítor Hugo S. Ferreira disse...

Então eis o que eu descobri:

O símbolo do grêmio com esses símbolos ao lado significa "Morte ao Grêmio" não tem muita explicação, foi algo que a torcida do inter - POA inventou (razão de ser uma coisa sem sentido). Abraço

André Kruse disse...

Sem sentido mesmo.

Valeu pela explicação.