domingo, novembro 15, 2009

Brasileirão - Cruzeiro 1 x 1 Grêmio


No Mineirão, o confronto seria entre Cruzeiro lutando pelo G4 e o Grêmio de sangue doce. Como não poderia deixar de ser, o jogo começou com os mandantes tomando a iniciativa e ocupando o campo de ataque. Contudo, o time mineiro não exercia grande pressão, e o Grêmio aos poucos foi se ajeitando em campo. O time de Adílson insistia na mesma tática, a preparação da bola para a entrada em diagonal dos laterais, e foi assim que Diego Renan criou a melhor chance cruzeirense na primeira etapa, que resultou no impedimento de W.Paulista. No lance, Réver se machucou e deu lugar a Maylson. A mudança melhorou o time do Grêmio, que passou a ter mais saída para o ataque, e a ter em Douglas Costa e Maxi uma forte jogada ofensiva.

O jogo foi corrido, franco, aberto. Poderia ter sido ainda melhor não fosse mais uma péssima arbitragem. Caseira e sem nenhum critério. Começamos pelo fato de que segundo o GloboEsporte, o Cruzeiro cometeu 18 faltas contra 17 do Grêmio. Contudo, o árbitro deu 6 cartões amarelos para os tricolores e apenas dois para os cruzeirenses. Ainda, Gil chutou Maxi no Lopez no chão e só ganhou amarelo. O mesmo Gil fez mais uma série de faltas merecedoras de cartão, como um puxão de camisa (igual ao que rendeu um amarelo a Tcheco), mas não voltou a ser advertido. No início do segundo tempo, Leonardo Silva deu um violento carrinho em Tcheco e não recebeu advertência. Túlio foi expulso por reclamação, enquanto Jonathan chutava a bola pra longe e ficava impune. Wellington Paulista deu um soco em Rafael Marques e a coisa ficou por isso mesmo. E ainda teve o pênalti não marcado em Herrera.

É sempre chato "falar de arbitragem". Mas é ainda mais chato ver um juiz estragar o jogo, "matando" uma equipe que, mesmo não tendo mais nada pra fazer no campeonato, demonstrava vontade de jogar futebol.

Foi apenas um jogo, acha que seria precipitado dizer que o time voltou a ter "a cara do Grêmio". De qualquer jeito, dá sim pra dizer que foi uma atuação muito mais condizente com os anseios da torcida. É de se lamentar apenas que essa disposição, vista na reação ao gol sofrido e as expulsões, não tenha aparecido antes no campeonato.


Uma das melhores partidas de Douglas Costa com a camisa do Grêmio. Talvez só na sua estréia ele tenha tido uma atuação tão convincente.

Ainda no tema das promessas da categoria de base, pela primeira vez Maylson justificou a badalação em torno do seu nome.

Já Rochemback, com experiência européia, pouco jogou.

É compreensível que os jornalistas defendam os "seus" interesses e que sejam mais compromissados com o seu público local. Ainda assim, alguém poderia avisar ao Bob Faria que bairrismo tem limite, que o jogo também estava sendo transmitido para o RS e que não dá pra brigar contra as imagens.

Que grande caráter demonstra ter esse Wellington Paulista. Não jogou nada, tentou brigar o tempo inteiro e no final colocou a culpa do empate nos colegas de defesa.

Meira reclamou com razão da arbitragem. Poderia ter aproveitado o espaço para lembrar que o Grêmio se comportou de forma diversa do que outros clubes fizeram em outro anos.

De nada, Co-irmão. Falando sério, só depois de uma hora do final do jogo é que fui pensar na ajuda dada ao Internacional. O dramático gol do Herrera foi devidamente comemorado (talvez me arrependa disso mais tarde).

Marcelo de Lima Henrique será afastado pela comissão de arbitragem?

Fotos: Superesportes e Cruzeiro

Cruzeiro 1 x 1 Grêmio

Gilberto (pênalti) 65'
Herrera 90+1

CRUZEIRO: Fábio; Jonathan (Guerrón, 18'/2ºT), Gil, Leonardo Silva e Diego Renan; Fabrício (Fabinho, 36'/2ºT), Marquinhos Paraná, Henrique e Gilberto; Thiago Ribeiro (Soares, 18'/2ºT) e Wellington Paulista.
Técnico: Adilson Batista.

GRÊMIO: Victor; Thiego, Rafael Marques, Réver (Maylson, 32'/1ºT) e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Fábio Rochemback e Tcheco (Herrera, 18'/2ºT); Maxi López e Douglas Costa (Lúcio, 38'/2ºT).
Técnico: Marcelo Rospide

35ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2009
Data: 14 de novembro de 2009, sábado, 19h30min
Local: Mineirão, Belo Horizonte, às 19h30 (de Brasília)
Público:51.534 pagantes
Renda: R$ 809.777,24
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ- Fifa)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ- Fifa) e Erich Bandeira (PE - Fifa)
Cartão amarelo: Gil e Guerrón (CRU); Tcheco, Túlio, Victor, Rafael Marques, Herrera e Fábio Santos (GRÊ)
Cartão vermelho: Túlio aos 40'/2ºT Fábio Santos aos 43'/2ºT
Gols: Gilberto, aos 20 min (pênalti), e Herrera, aos 46 min do segundo tempo


8 comentários:

Gabriel disse...

Não fiquei surpreendido com o Wellignton Paulista. Toda vez que ele marca um gol, ele vai para torcida adversária, sempre quando perde uma bola ou não está bem no jogo, ele se esquenta. Declaração dele no final do jogo foi lamentável.

Acho que a estréia do Douglas Costa foi contra o Botafogo, logo depois do Grenal, ano passado. Ele fez o gol, mas não jogou tanto quanto ontem. E ele vêm numa crescente.

Gustavo disse...

Esse Marcelo de Lima Henrique já apitou jogos demais, não só do Grêmio. Me dá raiva, ele sempre é péssimo. Lembro do Sport x Grêmio, que ele apitou de forma lamentável. Um dos árbitros mais caseiros que se tem conhecimento, sem dúvida.

Não assisti ao jogo, meu pai disse que o Grêmio jogou melhor e merecia ter vencido, jamais perdido. Mas eu preferia a derrota, para prejudicar o Inter. É difícil dizer isso "torcer contra" o próprio time, mas quando importava o time não conseguiu os resultados. Agora já não importa mais...

Pelo menos valeu por ter demonstrado que ainda corre sangue nas veias. Bom saber que o Douglas está evoluindo bastante. Contra o SPFC havia jogado bem, também.

E o Rochembach, esse poderia dar uma relaxada nos assentos. Acho que seria melhor colocar o WMagrão de volta, pra ver se melhora.

Vicente Fonseca disse...

Não me arrependo de comemorar o gol, confio no Inter. Calar o Mineirão no finalzinho, com dois a menos, é maravilhoso.

Sério, agora. O Bob Faria demonstrou todo o seu bairrismo quando, no simulador dos comentaristas do Globo Esporte, deu 15 pontos ao Cruzeiro e 13 ao Atlético-MG nos 5 jogos finais de cada um deste ano.

Francisco Luz disse...

Não é o espaço e nem o local para isso, mas vale lembrar que em 2007 todo mundo achou que o Inter ia entregar para Palmeiras e Cruzeiro para que o Grêmio não fosse à Libertadores. Lembram do que aconteceu depois?

Pois é o que eu acho que vai acontecer neste ano, também.

André Kruse disse...

Gabriel, concordo contigo, ontem ele jogou melhor.

Gustavo, também gostaria de ver o retorno do W.Magrao ainda nesse ano.

Vicente, o Bob Faria passou dos limites. Acho que é possível sim ser bairrista sem atentar contra o bom senso. Não foi o que ele fez.

Francisco, lembrei desse mesmo jogo neste fim de semana, também nao entendo por que ninguem da imprensa mencionou ele (assim como nao mencionaram um palmeiras x galo em 2007 que colocou o Cruzeiro na Libertadores). Me parece muito mais sensato lembrar estes jogos do que tentar defender o que aconteceu em 2008.

Márcio C. M. disse...

Não acompanhei o jogo, pq o Souzinha não jogou?

heraldo disse...

Marcio o souzinha não jogou e o GREMIO foi o GREMIO!
fora chinelinho do souza

Márcio C. M. disse...

hehe Heraldo, eu queria saber o motivo, que ele é chinelinho eu sempre disse aqui.

Depois é eu que tenho "vendetta" com o Showzinha...