quarta-feira, agosto 30, 2006

Imprensa Nacional

Eu desisti, não há menor possibilidade de haver programas esportivos verdadeiramente nacionais. Quem está no comando dessas redes, sejam cariocas ou paulista, são incapazes de enxergar além do próprio umbigo. Os assuntos são sempre os mesmos.

- Na Espn/brasil os comentários a respeito do Grêmio eram genéricos: "belo trabalho do Mano Menezes" ; " Lucas é sobrinho do Leivinha". essas foram algumas das poucas frases sobre o terceiro colocado no campeonato.

-No Sportv era "entrevistado" Rogerio Ceni, o "canal" quase esqueceu o frango que o goleiro tomou na final da libertadores, e foi falado muito pouco sobre o atual campeão da libertadores.

- Outro Comentário na imprensa do país sobre o Grêmio era que o Grêmio tem um time alto, comentario que qualquer pessoa que possua um guia do campeonato brasileiro pode fazer, e esquecendo que o gremio joga muito com a bola no chão.

- Ainda teve a Folha de São Paulo dizendo que o Grêmio joga no 3-6-1 e que Lucas é o cobrador de escanteio. Menos mal que é um jornal de São Paulo, mas mesmo assim esses erros são imperdoavéis para o melhor do brasil.

Isso tudo é muito ruim pra quem é telespectador, ouvinte ou leitor; mas acho que é bom para os times, aparecendo sempre como surpresa..

2 comentários:

Paulo Brito disse...

Cara, tua ainda perdes tempo com esta imprensa do eixo Rio-São Paulo?Eles não valorizam o trabalho dos outros estados.Tenho de concordar que o trabalho do Mano no Gremio é espantoso.Um time que marca muito e joga quando tem a posse de bola.Sem dúvida o Mano é o melhor treinador do Brasileirão.Agora, tu não te lembras do Casagrande falando que o São Paulo não precisava escolher adversário, pois era muito superior aos outros?Pois é, deu no que deu...
Eles que não abram o olho...

André Kruse disse...

Como eu disse, esse descaso acaba sendo bom para os times daqui.

Mano só não é o melhor treinador do campeonato porque o Renato com um time inferior vem alcançando o mesmo resultado.

Casagrande, e tambem o Cleber Machado, vestiu a camisa do São Paulo na Libertadores.