sexta-feira, novembro 17, 2006

Estrelas

A imagem acima circula(va) em um e-mail, uma hipótetica ilustração de como ficaria o símbolo do Gremio caso se resolvesse seguir o critério colorado de colocação de estrelas. Engraçado talvez, mas sem dúvida e algo que tinha parar por ali, na flauta, nao poderia ser levado a sério.

O problema começa quando essa "mudança" é cogitada no conselho do Grêmio. Conforme a coluna do Hiltor Mombach, no jornal Correio do Povo:
"Grêmio pretende colocar mais duas estrelas na sua camiseta.

Hoje são três: uma de ouro, que homenageia Everaldo (campeão do mundo pelo Brasil) e o título mundial; uma de prata simbolizando os títulos continentais, e uma de bronze, os nacionais.

Seriam cinco: uma de ouro homenageando Everaldo (campeão do mundo) e o Mundial; duas de prata representando as Libertadores e duas de bronze, os Brasileiros."

Na mesma coluna, nos dias 16 e 17 as manifestações dos conselheiros Sergio de M. Ilha Moreira e Flavio Ernesto Jacobus:

"A respeito da proposição que fiz em nome da comissão que presidi, venho te prestar, e a todos os teus leitores, o seguinte esclarecimento:

A colocação de cinco estrelas tem a seguinte explicação: duas de bronze significando os dois títulos do Brasileiro; duas de prata, os dois títulos da Libertadores e uma de ouro, o de campeão do mundo. A proposição não visa imitar nenhum clube, mas somente definir, pela sua grandiosidade, os títulos que merecem ser destacados com expressão na gloriosa camiseta de nosso clube. A estrela de ouro, repito, significa o maior de todos os títulos: campeão do mundo. Afinal, poucos clubes no Brasil a ostentam, e no RS, somente nós.

A proposição está sendo examinada para ver se não colide com o estatuto. Caso não haja nenhum problema, os conselheiros já manifestaram seu apoio. Um abraço do leitor e amigo, Sérgio Ilha Moreira."

--------------------_-_------------------------------

'As estrelas da camiseta foram instituídas por mim em 1985 quando estava no cargo de vice-presidente de marketing da gestão Irany Sant'Anna. A razão de serem três e de cores diferentes (bronze, prata e ouro), era exatamente criar um símbolo genérico e definitivo das maiores conquistas do Grêmio sem a necessidade a cada novo título implementar-se uma nova estrela, o que viria a banalizar o significado.

Além disso, tratava-se de uma sutil flauta no tradicional rival que tinha três estrelas de ouro em sua camiseta, simbolizando títulos nacionais.

O significado das estrelas é: bronze, simbolizaria todas as conquistas nacionais; prata, todas as conquistas continentais; e ouro, as conquistas mundiais. Portanto, aquilo que para o tradicional rival valia ouro, para nós, gremistas, era bronze - o terceiro lugar na ordem de importância das conquistas. Flavio Jacobus.'

A manifestãção do conselheiro Flavio Jacobus me parece bem mais sensata. No Brasil, cada clube adota o critério que bem entender para colocar estrelas na sua camisa. O critério atual do Grêmio é bem razoavel: abrange todos títulos importantes, colocando em seu devido patamar e não é necessário mudar a camiseta a cada título conquistado.

Mudar agora, e principalmente mudar pra isso aí que está sendo proposto é tão somente dar uma resposta para o Inter. E uma resposta mal dada. Se o Inter não tem critério para estampar sua própria camisa, azar o deles. No passado recente, os piores momentos tricolores aconteceram quando o gremio se preocupou excessivamente com colorados. Deixem eles curtir a passgem do cometa. E deixem a camiseta tricolor como ela é. Creio que o conselho deliberativo do gremio deveria ter preocupações mais manobres. Me cheira a "factoide" essa proposta.

9 comentários:

Anônimo disse...

Eu estamparia uma estrela prateada para nacionais, dourada para intercontinentais e um machado azul em homenagem a raca tricolor.

André disse...

Um machado seria uma bela homenagem ao Dinho

zeh disse...

seria melhordiscutir e votar, e aprovar, de preferencia, a camisa preta como uniforme de jogo, creio eu.

Jair Bernardes Jr. disse...

Com tradição não se brinca...
Devem ficar as três estrelas, cada uma com sua cor, cada uma com seu significado.
Abraços.

André Kruse disse...

Zeh, pelo jeito a camisa preta ja pode ser usada como uniforme de jogo:

-texto atual do estatuto:
"Art. 114. O uniforme principal é constituído da camisa de listras verticais, do calção preto e meias brancas, e nos uniformes reservas predominarão as cores azul, preto ou branco."

-texto antigo:
"Art. 114. O uniforme principal é constituído da camisa de listras verticais, do calção preto e meias brancas, e nos uniformes reservas predominarão as cores azul celeste e branco"

também não há mais necessidade de ser azul celeste. podemos, por exemplo, ter um uniforme azul marinho.

Márcio C. M. disse...

Alguém mais lembra da camiseta azul marinho com as mangas azul celeste que a Kappa fez na época que o Christian jogava no Grêmio? 2003 ou 2004...vejo essa camiseta frequentemente quando vou a jogos no Olímpico. Ela foi usada para jogar, tinha o número dourado. Aliás a Kappa fez camisetas de tudo quanto foi jeito...

André disse...

eu me lembro dessa camisa sim, achava bem legal.


Pelo estatuto antigo não poderia jogar com ela, mas eu me lembro de o gremio usar em alguns jogos

Anônimo disse...

Então, Máfia Azul...

Eu não mudaria a ordem das estrelas!! Considero que a alegria transmitida por esse clube magnifico ultrapasse tal polêmica...

Comemorar as glórias do GRÊMIO bebendo vinho é tudoooooooooo!!

Shayane disse...

esse time é muito bm meu deus do seu