segunda-feira, abril 30, 2007

Gauchão - Juventude 3 x 3 Grêmio

Jogando com os titulares, com Edmilson no lugar de Nunes o Grêmio começou dominado o jogo. Alternado passes curtos e longos o tricolor envolvia o Juventude e foi num passe longo que Tuta achou Carlos Eduardo livre na ponta esquerda, e o guri entrou na área, cortou o zagueiro e deu uma bomba de direita - golaço - 1x0. Mesmo com a vantagem o time não diminuiu o ritmo e continuou atacando, Carlos Eduardo tinha muito espaço na esquerda e Diego Souza aparecia bem na direita. Contudo o 2º gol não saiu e o Juventude começou a se animar. Tcheco, Carlos Eduardo e Diego Souza demoravam a recompor o meio de campo e Sandro e Edmilson ficavam sobrecarregados. O Juventude teria empatado o jogo na cabeçada de William, não tivesse Vinicius Costa marcado um impedimento absurdo. Mas o merecido empate do juventude veio pouco depois, Márcio Azevedo cobrou bem o escanteio, Teco errou na marcação e Wescley subiu sozinho para empatar 1 x 1. Dois minutos depois Tcheco dá um baita lançamento para Carlos Eduardo, André sai muito mal do gol e erra a cabeçada, Carlos Eduardo só empurra pro gol vazio 2 x 1.
O Grêmio volta bem do vestiário, trocando passes no campo do Juventude. Lúcio deu um bom chute de fora da área ( André pôs pra escanteio). Mas alguns jogadores que foram destaque no 1ºtempo diminuíram o ritmo no 2º, caso de Diego Souza e Carlos Eduardo. Antes do 10 minutos o valente Cristiano foi lançado no contra-ataque, passou fácil por Teco, Edmílson demorou na cobertura e deu tempo pro avante do Ju chutar cruzado. Saja se posicionou bem, defenderia a bola não fosse o capricho do gramado irregular, que fez a bola subir justo quando se aproximava do arqueiro tricolor 2 x 2. O Grêmio voltou a buscar a vitória, Diego Souza deu bom cruzamento para Patrício, que pegou muito embaixo na bola e chutou por cima do gol. Tuta errou uma cabeçada com o gol vazio após cruzamento de Carlos Eduardo.

Ivo fez mudanças ousadas em seu time, tirou seu melhor jogador em campo (o camisa 5 Julio Cesar) e colocou Veiga na esquerda, liberando Márcio Azevedo, Ivo ainda tirou o brigador Cristiano para colocar o "experiente" Da Silva. Logo o Juventude criou duas boas chances, William chutou pra fora e Gabriel não conseguiu encobrir Saja. O jogo continuava igual, após boa troca de passes, Sandro abriu na ponta para Patrício, que cruzou rasteiro, Tuta, de carrinho tocou por sobre o gol. Faltando 10 minutos Da Silva recebeu na intermediária, deixando Tcheco para trás, Teco deu espaço, permitindo o chute cruzado. Saja foi um pouco atrasado e a bola bateu na trave e entrou 3 x 2. Carlos Eduardo (cansado) já havia dado lugar a Ramon. Vinicius Costa exagerou e expulsou Patrício e Juliano. Ameçado pelo árbitro, Lúcio pediu pra sair. Bruno Teles entrou, Everton também entrou no lugar de Tcheco. Aos 47, o velho clichê "quando ninguém mais esperava..." Everton pediu bola para Bruno Teles e fez o 1-2, o lateral recebeu dentro da área e teve calma para achar Tuta no segundo pau. 3 x 3. Bom jogo, é verdade, mas o placar dilatado passa muito também por clamorosas falhas defensivas. Em relação ao Grêmio acho que faltou maior compactação defensiva. Tcheco e Diego Souza tem que ajudar mais na marcação do meio de campo.

Me parece claro que Teco acrescentou qualidade a zaga do Gêmio. Contudo ontem falhou nos 3 gols. Se Schivai tivesse atuação parecida com essa seria impiedosamente massacrado pela imprensa e parte da torcida.

Quanto ao gol anulado o blog Gremio Imortal foi perfeito. Leiam aqui.

Já quanto a distribuição de ingressos eu tenho muito pouco a dizer. Quando até o Paulo Sant´ana consegue enxergar o absurdo dessa situação, fica dificil acrescentar algo.

fotos: Gremio.net e Diario de Santa Maria

Juventude 3 X 3 Grêmio

JUVENTUDE: André; Michel (Gabriel 45´), Wescley, Éderson e Márcio Azevedo; Radamés, Julio César (Veiga 66´), Lauro, William, Juliano; Cristiano (Da Silva 66´).
Técnico: Ivo Wortmann

GRÊMIO: Saja; Patrício, William, Teco e Lúcio (Bruno Teles 81´); Sandro Goiano, Edmilson, Diego Souza e Tcheco (Everton 83´); Carlos Eduardo (Ramon 72´) e Tuta.
Técnico: Mano Menezes

Data: 29/04/2007 (domingo), 16h00min
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS
Público:18.152
Renda: R$ 216.350,00
Árbitro: Vinicius Costa da Costa (RS)
Assistentes: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Sérgio Buttes Cordeiro Filho (RS)
Cartões Amarelos: Diego Souza, Sandro Goiano, Lúcio (Grêmio); Wescley, Lauro (Juventude)
Cartões Vermelhos: Patrício (G); Juliano (J)
Gols: Carlos Eduardo (G) aos dois; Wescley aos 32 (J); Carlos Eduardo (G) aos 34 minutos do primeiro tempo; Cristiano (J) aos sete; Julio César (J) aos 34; Tuta (G) aos 47 do segundo tempo

3 comentários:

Anônimo disse...

Não acho que exista desculpas para as falhas do Saja. Não tanto no terceiro gol, mas sim no segundo. Aquela bola fraca, mascada, dava para sair jogando com os pés.
Ainda tenho confiança no Saja, acredito no seu trabalho, mas ele deve parar de tomar esses gols bobos, principalmente em jogos importantes.

obs: não é por falta de goleiro, o Cássio pega muito. É melhor o Saja começar a se preocupar.

André disse...

eu também ainda tenho confiança no Saja, mas discordo de ti no segundo gol. Acho que aquela bola não foi fraca não, e esses chutes cruzados são os mais dificeis pro goleiro.

Márcio C. M. disse...

O segundo foi foca, a bola picou quando ele ia tocar. Já os outros e a atuação dele contra o SP foram lamentáveis.