quinta-feira, abril 12, 2007

Libertadores - Cucuta 3 x 1 Grêmio

Compreensivelmente Mano Menezes escalou Diego Souza no lugar de Carlos Eduardo, a idéia era dar mais toque de bola e poder de marcação ao meio campo, mas isso não ocorreu. Foi justamente no meio campo que o time começou a perder o jogo. O gremio pouco trocava passes no meio campo, culpa do gramado e tambem da inibiçao de alguns jogadores. a opção de ataque era a ligação direta com Tuta e Ramon, mas o time não ganhava nunca a segunda bola. O meio campo foi pior ainda na sua principal tarefa, a marcação. Sem pegada, permitia que os jogadores do Cucuta chegassem com facillidade as proximidades da área do gremio. Com pouca raça a marcação não encostava, não "chegava e sequer fazia faltas. Pode-se contar nos dedos as vezes que alguem recuperou uma bola no meio campo. Havia um claro buraco nas costa de Diego Souza (que jogava com ponta-direita), por ali o Cucuta criou suas principais chances, mas Saja apareceu bem nelas. Aos 42 o juiz marca uma falta na entrada da area, falta que a televisão nao conseguiu mostrar. Bustos bateu bem e fez 1 x 0.

O gremio voltou melhor para o segundo tempo, logo aos 5, Lúcio cobrou falta, Diego souza desviou e Moreno fez contra. Com o empate parecia que o gremio tinha finalmente "entrado" na partida, outras chances foram criadas, como a cabeçada de Tuta, mas logo os ataques foram rareando, o Cucuta avançava e o gremio não prendia a bola no ataque, e em seguida veio o segundo do cucuta, Del Castillo recebeu nas costa da zaga e cruzou para Blas Perez desempatar . 2 x 1. O gremio não reagiu, criou é verdade algumas chances de bola parada: uma cabeçada de Schiavi e um chute fraco de william. Pouco antes do final, Gremio tem um escanteio contra e incrivelmente jogadores do cucuta estão livre de marcação. Del Castillo recebe dentro da área, gira e faz 3 x 1.

Acho que falar de tática e das qualidades dos time não vai ajudar muito a explicar o que aconteceu ontem. Pra mim o principal problema foi , de novo, a atitude. Todos nós sabemos que a libertadores exige raça, suor, um algo a mais. Não foi o que se viu ontem, o time foi, na melhor das hipoteses, apáticos.

Resta agora vencer o Cerro dentro do olímpico, tarefa das não mais dificeis. e também convenhamos, se ocorrerem muitas dificuldades para superar os paraguaios é melhor nem passar de fase mesmo. Contudo acredito numa mudança de comportamento daqui pra frente.

fotos: Zero Hora e La Opinion

CÚCUTA DEPORTIVO 3 X 1 GRÊMIO

CÚCUTA: Zapata; Bustos, Portocarrero, Moreno e Ragua; Flores (Cortez 59´), Castro (Del Castillo 59´), Rueda e Torres; Perez e Martinez (Garcia 78´)
Técnico: Jorge Bernal

GRÊMIO: Saja; Patrício, Schiavi, William e Lúcio; Nunes, Lucas, Tcheco (Everton 83´) e Diego Souza (Carlos Eduardo 76´); Ramón e Tuta
Técnico: Mano Menezes

Data: 11/4/2007 (quarta-feira) , 21H45Min
Local: Estádio General Santander, em Cúcuta (COL)
Árbitro: René Ortube (BOL)
Auxiliares: Joaquin Antequera e César Nistahuz (BOL)
Cartões amarelos: Ragua, Moreno, Martinez, Torres (C); William, Tuta, Tcheco (G)
Gols: Bustos 43min do primeiro tempo; Moreno (contra) 5min, Perez 28min e Castillo 43min do segundo tempo

5 comentários:

bernardo disse...

tem vezes q dah vergonha se gremista

andré disse...

tem sim. tipo quando o Obino era presidente. dava vergonha.

ontem foi só uma derrota. foi ruim, mas foi só uma derrota. Bola pra frente.

Alisson disse...

Mas que tá faltando garra, tá mesmo! Onde anda a "alma" do IMORTAL TRICOLOR?

A propósito, olha só que coincidência sinistra. Em 1990, em abril, o Grêmio também precisava vencer o Cerro, no Olímpico, para seguir na Libertadores. O presidente era o mesmo Paulo Odone. Tudo igual: o Grêmio de novo só precisa de uma vitória simples sobre o Cerro. Vamos torcer para que dessa vez tudo dê certo.
Mas... sei lá, já estive mais otimista, sabe? Foram 5 jogos na Libertadores e em nenhum o time jogou bem, né? Cadê o Tcheco? Pode ser pessimismo exagerado, mas espero que essa derrota não tenha efeito também no Gauchão.

Abraço!

andré disse...

sobre a libertadores de 90, tem algumas informações aqui:

http://gremio1983.blogspot.com/2007/01/libertadores-1990.html

achei a atuação contra o Tolima no olímpico bem razoavel. ao menos nesse jogo o time não correu risco.

Márcio C. M. disse...

Terrível.