quarta-feira, março 12, 2008

Pesquisa Pelotas

Apesar de levar Porto Alegre no nome, não é segredo para ninguém que o Grêmio extrapola os limites da cidade. A relação do torcedor do interior com o clube sempre me intrigou. Debatendo sobre o tema, Pelotas (mas precisamente o Brasil) surge sempre como exemplo de time com torcida forte no interior. Tendo isso em vista, me surpreendeu a pesquisa feita pelo Instituto Pesquisas de Opinião (IPO), com o senão de terem ouvido somente 402 pessoas (população de Pelotas: 350 mil), e publicada no ClicRBS hoje:

Entre os dias 03 e 05 de março, o Instituto Pesquisas de Opinião (IPO) realizou uma pesquisa por amostragem estratificada no município de Pelotas, para quantificar o tamanho das torcidas dos clubes de futebol. Foram entrevistadas 402 pessoas nas zonas urbana e rural, com representatividade conforme gênero, idade, escolaridade e local de moradia. E o resultado aponta a torcida do Grêmio como a maior em Pelotas.

No total, 28,6% dos pelotenses se declararam gremistas. Em segundo lugar estão empatados o Brasil-Pe e o Inter, com 21,9% cada. O Pelotas aparece em 4º, com 8,2%. O Farroupilha tem 2%, e 16,9% dos entrevistados disseram que não torcem para nenhum time. (...)

(..)Mas há um dado muito interessante. Na última pergunta - qual o seu clube do coração - quem ganha é o Brasil-Pe, com 25,1%. O Grêmio aparece em segundo, com 22,4%, o Inter em terceiro, com 19,7%, e o Pelotas em 4º, com 10,2%. Quem explica a diferença entre os números gerais da pesquisa e o resultado da pergunta sobre o time do coração é a socióloga Elis Radmann, diretora do IPO e coordenadora da pesquisa:

- O resultado geral é mais racional, e geralmente está ligado a questões como modismo, tendência do momento, influência da mídia e imagem pessoal. Esse resultado pode mudar a qualquer momento, ou seja, basta o Grêmio acumular algum insucesso que o número pode cair, ou então aumentar em caso de exposição maior - explica Elis.

Segundo a socióloga, liderar a pesquisa do clube do coração confere ao Brasil-Pe uma base mais sólida:

- A torcida do Brasil-Pe tem dados mais fiéis, maior sustentabilidade. É uma torcida mais fiel em Pelotas. Não vai perder espaço, como pode acontecer com a do Grêmio. (ClicEsportes - 12/08/2008)



A matéria é assinada por Eduardo Cecconi, que em seu blog, tenta acalmar os pelotenses, aponta dados e faz algumas conclusões interessantes:

- Quase a metade dos pelotenses consultados (45,5%) admite que torce para dois times, um Bra-Far-Pel, e outro Gre-Nal. Repito: quase metade;
- Dessa fatia, o Grêmio é o segundo clube da maioria de quem se declara Brasil E mais um time, ou Pelotas E mais um time;
- Por isso a torcida do Grêmio é a maior da cidade, porque a maior parte dos pelotenses têm dois times, e esse segundo time é na maioria o Grêmio;
- Quase metade da cidade - 45,5% - tem dois times, um em Poa, um em Pelotas;
- Menos de 40% de quem se declara Brasil ou Pelotas torce exclusivamente para nossos times. Mais de 60% dos xavantes e dos aureo-cerúleos têm um segundo time em Pelotas. É fato, todo mundo sabe, e eu sempre afirmei isso.
- A maioria absoluta dos jovens se declara Gremista (Blog Cidade do Futebol - 12/03/2008)







Um comentário:

Gremista Vigilante disse...

Dá uma olhada na página 9 da pesquisa [um cara cantou a pedra lá no Impedimento]:

- Na faixa dos 16 aos 24 anos o Grêmio ATROPELA: 47,8% contra 11,6% do Internacional.

- Na faixa de 1 a 2 salários mínimos, o Grêmio obtém 33,1% contra 25,4% do Internacional. O resultado é equivalente na categoria "Geral da Cidade" e em 3 a 5 salários mínimos.

- O Internacional só empata nas faixas de 6 a 10 SM e acima de 11SM.

- Leitura:

1. o Grêmio é o time dos jovens e do pessoal de baixa e média renda [povão].

2. O Internacional é o time do pessoal mais velho e mais abonado.

Tenho fundadas razões para crer que essa curva de distribuição se repete nas outras cidades do RS...

GRÊMIO, o VERDADEIRO time do POVO do Rio Grande do Sul.