domingo, março 08, 2009

Gauchão - Santa Cruz 3 x 2 Grêmio



Se a gente comprar um circo, o anão cresce” A frase de Tcheco não só é engraçada, como também é verdadeira. A fase do Grêmio é mesmo ruim. Começou o jogo dominando o adversário, abriu o placar aos 20 minutos (falta cobrada por Tcheco e leve desvio de Reinaldo), teve chance de ampliar (lançamento de Tcheco e conclusão de Douglas Costa). Aos 30 tomou o empate em uma jogada em que mostrou alguma imcompetência e levou muito azar. Um balão foi dado em direção a área do Grêmio, Rafael Pati subiu muito, Thiego não subiu nada, o avante do galo cabeceou alto e acabou surpreendendo Victor, que adiantado acabou sendo encoberto. Grêmio não se achou mais em campo depois disso. Aos 40 Patti fez jogada de pivô e lançou Polaco, que avançou pela ponta direita e chutou forte na saída de Victor.

Grêmio voltou para o segundo tempo ainda abalado. Aos 13 tomou o terceiro. Eraldo fez de cabeça, após falta erguida na área.

Grêmio melhorou bastante com a entrada de Herrera, que ao seu estilo, lutou bastante. Foi premiado com o gol aos 27, antecipando-se de cabeça ao goleiro após bela jogada de Tcheco. O Tricolor ainda teve boas chances com Saimon , Reinaldo e Makelele, mas a definitivamente era uma tarde ruim para o Grêmio.


O problema dessa crise é que começa a afetar jogadores que vinham jogando bem, como foi o caso de Souza na quinta, e Victor e Réver ontem.

Maxi Lopez teve estréia discreta, pouco foi acionado.

Tcheco foi um dos poucos que se salvou, juntamente com Herrera e Saimon.

A contratação de Diogo é algo que, por enquanto, é impossível encontrar justificativas.

Se o adversário jogava com uma camisa preta e branca, por que o Grêmio não entrou em campo com sua camisa azul?


Antes do jogo, o ex-goleiro do Grêmio, atual dirigente do Santa Cruz Eduardo Heuser pressionou a arbitragem. Deu resultado. A arbitragem de Fabrício Correa foi, na melhor das hipóteses, caseira.

Quando Rafael Marques cometeu a infração que resultou no 3º gol do galo, a bola já estava fora de jogo, logo não poderia ser marcada a cobrança de falta. Sem falar que segundos antes Thiego recebeu um soco no mesmo setor do campo, de frente para o bandeirinha. A arbitragem nada marcou.

Outro lance é o cotovelaço em Saimon. Pode até ter sido involuntário. Mas existiu um completo exagero da do juiz ao mandar o atleta trocar de camisa, quando já não sangrava mais. Ainda tem o lance em que Makelele chuta, a bola bate no joelho do goleiro Cássio e o juiz autoriza a entrada de atendimento médico (que dura uns 5 minutos, onde o goleiro tirou as luvas para ter seu joelho observado).

Bom, mas de nada adianta eu ficar aqui reclamando enquanto a direção do Grêmio nada faz. não demonstra nenhuma força política junta a federação. Querem um exemplo? Ontem foi o segundo jogo do Grêmio em Santa Cruz neste mesmo campeonato, enquanto o co-irmão receberá Santa Cruz e Avenida em casa.



Na torcida do Grêmio era possível avistar uma faixa branca com letras vermelhas onde se lia "Federação e Arbitragem, bando de colorados sem vergonha e ..." Saúdo a iniciativa e a permanência da faixa. Eu talvez acrescentasse a imprensa junto aos referidos no protesto.

O agouro a Celso Roth chegou ao ponto no qual o Sportv interrompeu o oba-oba em relação ao Ronaldo (Ontem talvez merecido) para exibir a coletiva de Roth. Obviamente que tão rápido se pode perceber que o treinador não estava anunciando a sua saída o "link" foi cortado.

Na coletiva Roth foi bem claro e disse "Não estou desdenhando o Gauchão". Cinco minutos mais tarde os repórteres da Rádio Gaúcha o acusavam de desdenhar da competição. Pior ainda foi quando negaram a existência da maratona enfrentando pelo Grêmio no final do 1º turno, dizendo que se tratou apenas de "um jogo deslocado", e que na verdade o Grêmio teve folga na tabela, devido ao acontecido com o Brasil de Pelotas. Surreal. O mais revoltante nisso tudo é que no atual no momento não é nenhum pouco difícil fazer críticas pertinentes sobre Roth, contudo parecem preferir o uso de meias verdades.

fotos: ClicRBS e GloboEsporte


Santa Cruz 3 x 2 Grêmio
Reinaldo 20´
Rafael Patti 30´
Polaco 40´
Eraldo 58´
Herrera 72´

SANTA CRUZ: Cássio; Simônio, Vinicius e Juliano; Polaco, William, Sananduva, Cléber Oliveira (William Santos 37/2T) e Emanuel; Rafael Patti (Luizão 32/2T) e Eraldo (David 26/2T).
Técnico: Agenor Piccinin.

GRÊMIO: Victor; Thiego, Réver (Rafael Marques, intervalo) e Héverton; Makelelê, Diogo, Tcheco, Douglas Costa e Jadílson (Saimon 45/1T); Reinaldo e Maxi López (Herrera 10/2T).
Técnico: Celso Roth.

Gauchão 2009, 2ª Turno, 1ª rodada
Data: 8/3/2009, Domingo, 16h00min
Local: Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul.
Público: 1182 pagantes
Renda: R$ 28.194,00
Arbitragem: Fabrício Neves Corrêa, auxiliado por Paulo Ricardo Conceição e Carlos Selbach.
Cartões amarelos: Polaco, Rafael Pati (SC), Makelele, Rafael Marques, Herrera (G).
Gols: No primeiro tempo, Reinado (G), aos 20 minutos, Rafael Patti (SC), aos 30 e Polaco (SC), aos 40. No segundo tempo, Eraldo (SC), aos 13 minutos e Herrera (G), aos 27.

9 comentários:

jonathan disse...

parabens bnela avaliação..
muitos falaram q o tcheco jogo mal ontem mas ele fez td.. marcou por todo meio campo.. e ainda deu chances de gol aos adversarios...
creio q herrera tinha q te saido jogando e maxi no banco... tbem axoo q o q tao fazendo com celso roht nao é justo... falta é uma direção de pulso firme q chegue junt a federação gaucha de futebol... esse gauchao ta uma palhaçada... gremio em meio dois torneios tabela apertada inter na copa do brasil so vai joga mes q veem... estranhu né.?
mas de tanto tapa na cara q tamo tomando a recompensa chega..

Gustavo disse...

Justa análise do jogo, André. Perfeita a frase do Tcheco, resume bem o que está acontecendo no Grêmio.

Vicente Fonseca disse...

Quem tenta desmerecer o Tcheco é constantemente desmentido pelos fatos.

San Tell d'Euskadi disse...

Eu sou um que critico o Tcheco, contudo, não gostaria de vê-lo longe do Olímpico. O que me incomoda são a camisa 10 e a braçadeira de capitão. Tcheco é um baita jogador, mas não pode ser o fiel depositário das esperanças do time. O temperamento dele não o permite ser o líder que precisamos quando em dificuldades. Ele é um excelente coadjuvante, mas coadjuvante.

San Tell d'Euskadi disse...

A Globo puxou o Centenário do Gre-Nal para domingo, 19.7, às 16h. É jogo de TV aberta, juntamente com Cruzeiro x Corinthians (jogo preferencial, por certo) e Vitória x CAM (jogo 3).

Vicente Fonseca disse...

Concordo contigo. O que eu acho lamentável é quando as pessoas falam que o time não pode depender do Tcheco e depois colocam a culpa de uma derrota toda nele. Isto é uma contradição insuportável.

Mas é isso aí, o Tcheco cresce quando tem companhia de qualidade do lado dele. E tenho certeza que no dia que ele sair do Grêmio muita gente vai repensar as críticas que faz a ele, pela falta que vai fazer no time e no clube, pela postura que tem.

Anônimo disse...

André, olha que blog interessante:

http://democraciagremista.blogspot.com

Toca o horror no tal G6, com muita ironia.

Anônimo disse...

O CELSO ROTH NÃO TEM CULPA
OS JOGARES SÃO MUITO RUIMS MESMO
VAI ESCALAR QUEM TEM!
COMO VAI COOCAR UM JOGADOR BOM SE NO BANCO DE RESERVAS SÓ TEM PODRE
GREMIO É UM FIASCO

Anônimo disse...

Cara, essa foi uma das análises mais lúcidas que li nos últimos tempos. Finalmente um gremista que demonstra sansatez e espírito crítico autêntico, sem "inspiração" da imprensa vermelha. E o melhor: que não pede a contratação do Portaluppi...