domingo, fevereiro 14, 2010

Gauchão - Grêmio 2 x 1 São José - Poa


Para o último jogo do 1º turno, Silas optou por manter a estrutura do time, poupando alguns jogadores. Ainda assim, o Grêmio se mostrou cansado em campo e um tanto desinteressado. Os atletas insistiam na já tradicional jogada pelo meio, buscando o pivô, e facilitavam o trabalho do bem organizado time do São José. Fernando ficou sobrecarregado na marcação do meio campo, o time demorava na recompactação defensiva. O São José tinha facilidade para sair pro jogo e, num vacilo da zaga gremista, abriu o placar aos 14, através de Juca. O Grêmio tentou reagir. Parou na sua desorganização e nas boas defesas de Rafael (nos chutes de Douglas, Fernando, Fábio Rochemback e Fábio Santos, aos 17, 19,33 e 47min respectivamente). Ainda houve um chute Mithyuê para fora e um pênalti claro não marcado por Simon (foto abaixo).

Silas alterou o time para o segundo tempo. Promoveu a estréia de William (que mal tocou na bola) fixando dois centroavantes, seguidos por uma linha de três jogadores. Deu certo, o São José não saiu mais do seu campo de defesa. Aos 9, Mithyuê chutou de fora da área e empatou o jogo. Aos 16, Fábio Santos (que já vinha fazendo boas jogadas de ataque) completou para o gol, após chute de Borges resultante de boa troca de passes no ataque. Depois disso, aparentemente o Grêmio não teve interesse em ampliar e o São José não teve mais forças para busca o empate.


Triste a lesão de Lúcio. Fará falta.

Jonas esteve um tanto quanto auto-suficiente. Silas fez bem em saca-lo no intervalo.

Muito importante o fato de Mithyuê ter marcado seu primeiro gol. Gostei também da sua autocrítica.

Que farsa essa história da temperatura. Medição feita no vestiário e no túnel? Compartilho do entendimento do Eugênio Hackbart, acho pouco crível que em nenhum dos jogos a temperatura tenha superado os 35ºc.

Fico surpreso com a ausência de críticas a essa fórmula bizarra do Gauchão. Para as quartas de final vale um critério, já na semifinal outra coisa.

O Co-irmão pede mudanças na datas das quartas de final. Num gesto de grandeza, Duda Kroeff disse que aceitaria a troca. Já Pacheco, pensando nos interesses do Grêmio, descarta qualquer alteração. Todas posições válidas, mas eu acharia muito interessante que fosse lembrado do que foi feito em 2009.

Fotos: Grêmio.net, ClicRBS e Correio do Povo

Grêmio 2 x 1 São José-POA

Juca 14´
Mithyuê 54´
Fábio Santos 61´

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Maurício e Lúcio (Fábio Santos); Fernando (Willian Magrão), Fábio Rochemback, Mithyuê e Douglas; Jonas (William - intervalo) e Borges.
Técnico: Silas

SÃO JOSÉ: Rafael; Alexandre, Gustavo, Tairone e Juca; Jonas, Dadá, Pedro Carmona (Douglas) e Jeferson (Xavier); Beá e Rangel (Cassiano).
Técnico: Argel

8ª Rodada - 1° Turno - Campeonato Gaúcho 2009
Data: 13 de fevereiro de 2010, sábado, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Público total: 3.805 (3.332 pagantes)
Renda: R$ 55.735,00
Árbitro: Carlos Simon
Assistentes: Edemar Palmeira e Jorge Luiz Cardoso da Silva
Cartões amarelos: Mário Fernandes e Jonas (SJ)
Gols: Juca aos 14 do 1º tempo; Mithyuê aos 9min e Fábio Santos aos 16min do 2ºTempo

4 comentários:

martina disse...

eu assisti o jogo no pfc. e os caras tavam medindo a temperatura no sol. ok, era inorância do comentarista.
imagino que pelo menos o simon tenha sido instruído de como e onde se mede temperatura do ar.

Um por Todos disse...

Muito bem lembrado, em 2009 o co-irmão botou a tropa de choque na rua para dizer que as datas eram conhecidas desde o início e com isso tivemos aquela coisa bisônha de 3 jogos em sequência. Agora vamos ver se o Presidente da FGF-Vermelha vai ficar firme ou dar um "jeitinho" para ajeitar pro seu time do coração.

Abraço,
Mosqueteiro.

Anônimo disse...

o gol deles não foi pela esquerda, há luz no final do tunel. el loco ,que uns que nunca viram ele jogar de zagueiro,juram que é bom na primeira oportunidade de mostrar que é zagueiro, tentou tirar de letra, em vez de meter um chutão pro mato que o jogo é de campeonato.Falhou e falhou feio o el loco,sim tem e muito credito.

..... disse...

Tirando o fato do comentário do Anônimo (que eu não entendi chongas), acho que alguams coisas podem ser incluídas, André: O time cansou, e o Willian chegou a atuar de ala direito para compor um 3-5-2 com o Mithyuê e o Borges na frente. O Maurício, o Mário Fernandes, o Fernando e o Mithyuê não se aguentavam em pé. O resto parece ter aguentado bem e teve consciência de tentar segurar a bola no ataque. O recondicionamento físico do Rochemback parece que deu certo, correu até o final. E o Fábio Santos, idem.

Foi desorganização sim, mas jogamos muito melhor que o São José, que só chegou uma vez na grande área do Victor no primeiro tempo, e só uma vez passou de uma linha imaginária que passaria na marca do Pênalti - a falta de ímpeto do nosso adversário era tanta que não lembro de nenhum cruzamento feito da linha de fundo. Acharam um gol (acharam mesmo, não criaram nada e a bola bateu no calcanhar do zagueiro e no pé do jogador, sobrando limpa para ele) e se retrancaram o quanto puderam. Fiquei com mais medo do calor do que do Zequinha.

Vamos ver o que nos espera quarta. Temos boas opções para compor o time do meio para frente.

Saludos,
Fagner