segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Gauchão - Internacional 1 x 0 Grêmio


Ao contrário do que era cogitado, Silas colocou o time num 3-5-2 ortodoxo, como Joílson na ala-direita, praticamente espelhando o esquema do adversário. Jogo teve o habitual equilíbrio, nervosismo de um Grenal, contudo sem ser muito brigado. O Tricolor começou um pouco mais aceso, criando chances cedo na partida e jogando mais pelo chão. Passados alguns minutos, o Inter emparelhou as ações, forçando o jogo aéreo. Victor fazia grandes defesas, enquanto Lauro era salvo pelo seu travessão. Assim, o primeiro tempo acabou sem gols.

Os treinadores não fizeram alterações para o segundo tempo, o ritmo diminuiu. O Inter passou a jogar mais no campo de ataque, mas tendo menos oportunidades do que no primeiro tempo. Havia um espaço deixado por Lúcio na defesa. O Grêmio não conseguia encaixar um contra-ataque. Souza se sentiu sozinho e prendeu demais a bola. Silas foi comedido na substiuição, sacou Jonas e colocou Hugo, que entrou muito mal. Quando o jogo se encaminhava para um conveniente, e porque não dizer justo, 0x0 , foi feito um lançamento longo para o campo de ataque, a bola bateu nas costas de Edu, sobrando para Alecsandro chutar, vencendo Victor com a ajuda do montinho artilheiro, marcando o gol solitário do clássico. No último minuto, Maylson teve grande chance, mas a bola caprichosamente parou na junção da trave com o travessão.



Não se deve duvidar da capacidade da imprensa em falar merda besteira, ainda assim eu fiquei abismado com as teses que alguns cronistas conseguem fazer a partir de uma bola que bate nas costas de um jogador desavisado.

Silas está testando diferentes formações, e com cinco jogos na temporada nem poderia fazer diferente. Infelizmente o clássico estava marcado para uma data incoveniente.

Me preocupa essa análise lúcida de Jorge Fossati. Prefiro ver os lunáticos ocupando a casamata deles.

Essa história da falha de comunicação na substituição do Souza foi ruim e não pode se repetir, mas paramos por aí. Há um exagero em cima desse episódio, verdadeira tempestade em copo d'água.

Hugo foi muito mal no jogo. Sua entrada só "serviu" para tirar Jonas de campo.

Ainda está longe do ideal, mas já houve uma melhora no aproveitamento das bolas paradas.

Descontados alguns erros menores, tivemos uma excelente arbitragem. Não consigo entender como que Leandro Vuaden ficou mais de três anos sem apitar um Grenal (enquanto ocorriam barbaridades na apito dos clássicos). De quem era esse lobby que deixou ele fora esse tempo todo?

Duas bolas na trave? Dá para reclamar da sorte?

fotos: ClicRBS e Correio do Povo

Internacional 1 x 0 Grêmio
Alecsandro 79'

INTER: Lauro; Índio, Bolívar e Fabiano Eller; Nei (Bruno Silva 24 do 2), Sandro, Guiñazu, Giuliano (Andrezinho 32 do 2) e Kléber; Taison (Edu 18 do 2) e Alecsandro.
Técnico: Jorge Fossati

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques e Maurício; Joílson, Ferdinando, Adílson (Maylson 36 do 2), Souza (Fernando 38 do 2) e Lúcio; Jonas (Hugo 15 do 2) e Borges.
Técnico: Silas

5ª Rodada - 1° Turno - Campeonato Gaúcho 2009
Data: 31/01/2009, Domingo, 19h30min
Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim
Público:
Renda:
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa/RS)
Assistentes: Altemir Hausmann e Marcelo Oliveira (Ambos da Fifa/RS)
Cartões Amarelos: Nei, Sandro e Guiñazu
Gol: Alecsandro (34min/2ºT)

12 comentários:

Juliana de Brito disse...

Concordo com o elogio ao Fossati e com a crítica a espetacularização no caso da falta de comunicação. Não foi por isso que o Grêmio levou o gol, nem por isso que deixou de fazer.

Andrezinho pode não ter jogado tempo suficiente para análises, mas, em comparação, com Hugo, conseguiu ser um ânimo no time deles.

Boa análise.

Gustavo disse...

O episódio da substituição do Souza aconteceu depois do gol, me parece.

Aparentemente o clássico se decidiu num detalhe (o gol), mas algo que poderia perfeitamente ter acontecido para qualquer um dos lados, para ambos ou para nenhum. Qualquer uma destas condições refletiria "justiça". Mas o Internacional está numa organização apavorante, é grande candidato ao bicampeonato da Libertadores...

Que role água! Quero que os fatos calem minha boca.

Eduardo disse...

Decidido no detalhe, mas o Inter teve mais "detalhes em gol" do que o Gremio. Victor salvou muita bola. Teve ainda o Rafael Marques salvando um gol. O Lauro fez a defesa no chute do Lucio e depois foram aquelas bolas na trave mesmo.

Não preocupa mesmo o resultado. Da mesma maneira que não traria grande euforia a vitória.

Anônimo disse...

souza perdido no meio,quando ele entra em campo,já estamos perdidos,pois se até o tulio,o thiego tiveram propostas,porque este mercenario,souza,nunca tem proposta?sera que só o GREMIO acha que ele é jogador?enquanto ele não ganharemos nada,pois é o asnotuori dos gramados.fica um desafio,achem 10 minutos que este naba jogou?

Frederico disse...

O problema está resolvido, Souza vai oficialmente para a turma do chinelinho. Vai parar por 6 meses por causa do joelho.

Faltar resolver outro problema, ainda buscamos o 5. Temos muitos que não somam um, Ferdinando, Adilson, Rochemback, Magrão...

Não sei como o Maylson não é titular desse time.

Time bagunçado taticamente. Pode ser que não mantivemos a base do ano passado e tal, mas foi feio, jogamos acuados. Não vi esse jogo equilibrado que tu comentaste.

Zezinho disse...

Precisamos contratar um técnico em refrigeração p/consertar o pé-frio do Duda.

Nossa marcação tá começando muito atrás. Estamos defendendo com 8 jogadores atrás da linha da bola e atacando com 3 ou 4 jogadores.

O time está arrematando muito pouco a gol, principalmente de fora da área;

E não bastasse mais uma derrota em GRENAL, o Souza ficará parado por 6 meses - já sofri essa lesão e sei o quanto uma pessoa sofre (desculpem a redundância).

Uma alternativa é fazer um losângo no meio, com Ferdinando-Adílson-Douglas-Hugo

Rodrigo Rodrigues disse...

André,

Hugo: sua entrada serviu também para chamar o Inter para o ataque. Ou foi só impressão minha que o adversário mandou em campo após sair Jonas. O atacante estava mal, mas era um a mais preocupando lá no ataque.

O negócio da comunicação Silas-Médico foi destacada pela imprensa, mas o incrível é que tem muito gremista caindo de pau em um negócio desses. Lamentável.

Já sobre bolas paradas, não concordo contigo. Não conseguimos ganhar uma pelo alto. Agora sem Souza, quem baterá? Douglas não tem esse artifício como característica. Lúcio?

Abraço.

Francinei Bentes disse...

Também não vi esse equilíbrio todo não...

Acho que os morangos têm um time melhor mesmo, e técnico então, nem se fala...

Concordo que esse recém é o quinto jogo do ano, então é mesmo o período de testes (aliás, gauchão atualmente não serve para muito mais que isso)...

Mas fico preocupado para a Copa do Brasil, não acho que o time seja forte assim... tinha esperanças no penta, mas tô achando meio difícil...

Anônimo disse...

Gremistada,

a polar vai dividir R$ 100.000 entre a dupla grenal. Quanto mais votos mais grana o clube leva. E o mais legal é que a cada voto no Imortal você “tira” R$ 1 do tradicional adversário.

Para participar é só colocar qualquer nome e idade nos campos de entrada e clicar sobre a moeda que o robozinho está segurando para entrar e votar quantas vezes quiser. E dá-lhe tricolor!

http://www.boladadapolar.com.br/

Divulguem!

Alfredo disse...

Perder W.Magrão e Souza em campeonato inexpressivo é dose. Time C no campeonato do Noveleto.

Andre Kruse disse...

Juliana, também acho que a entrada do Hugo causou um impacto negativo no time do Grêmio.

Gustavo, não entendi esse teu comentario sobre organização impressionante.

Zezinho, pra mim o gremio começa a marcar muito tarde. Vejo um buraco entre estes 3 e os demais 8.

Rodrigo, Grêmio cabeceou bem mais do que nos jogos anteriores.

Francinei, o jogo me pareceu equilibrado, pena que nao foram divulgadas as estatisticas da partida

luís felipe disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.