segunda-feira, maio 19, 2008

Brasileirão - Grêmio 0 x 0 Flamengo


Boa atuação tricolor no Olímpico. O Flamengo, sem centro-avante, se posicionou atrás do meio de campo de lá saia em rápidos contra-ataques. Nos primeiros minutos, Juan recebeu dentro da área, mas preferiu o passe e Helder salvou. Melhor, senão a única, chance Rubro-negra. O Grêmio começou a se movimentar e sair para o jogo. Obviamente o jogo fluia mais pelas laterais, principalmente pela direita, onde Léo assessorava Paulo Sérgio. Rever não saía da mesma forma. Roger, bem marcado, tentava. Perea e Soares jogavam de costas para os zagueiros e tinham dificuldades. Mesmo assim o Grêmio ia chegando, principalmente em bolas paradas. Numas das poucas com bola rolando, Perea chutou de virada e Bruno defendeu no alto.


Segundo tempo e o Grêmio volta melhor. Colocou velocidade, roubou bolas, contra-atacou e apertou o Flamengo. Pereirão cabeceou no travessão. Leo tabelou com Perea e colocou na junção da trave com o travessão. Soares entrou pela esquerda, chutou cruzado no alto e Bruno defendeu. Mendes chutou rasteiro e Bruno defendeu. No último lance, Eduardo Costa chutou e Bruno defendeu.

Para um time que chega bastante pelos lados, falta ao Grêmio um homem de área, não sei se é Marcel. Roger por vezes fica sozinho na criação do meio campo, isso talvez se corrija com a chegada de Tcheco, ou até a volta de William Magrão. Bela partida de Helder.


Roth definiu bem quando disse que o Grêmio parou em "Bruno, a trave e Seneme".

Roth fez mudanças corretas. Roger estava sim cansado e não é intocável. Perea e Soares estavam apagados. O treinador tentou com o que tinha a disposição no banco.

Eu teria tirado um dos zagueiros. Mas de forma alguma considero um erro de Roth tirar um jogador de frente, foi tão somente uma opção.

Rodrigo Mendes, infelizmente, ainda sem ritmo de jogo.

E o banco do Flamengo pedindo o fim de jogo. Fosse o contrário, diriam que é atitude de time pequeno.

Segundo jogo no brasileiro e já estamos na segundo pênalti não marcado para o Grêmio. O site oficial, infelizmente, nada registra. Wianey Carlet publicou um post muito bom sobre isto. Ainda:

GRÊMIO 0 X 0 FLAMENGO – Grêmio prejudicado.
Wilson Seneme (SP) não marcou pênalti de Ronaldo Angelim em Rever (Mauro Betting)

Seneme não marcou porque não quis. Estava perto. Se fosse no Maracanã, e o pênalti se abrisse ao Flamengo e seus milhares de aliados rubro-negros, ele marcaria com absoluta certeza. Seneme está na média dos juízes brasileiros. De fraco para baixo. De má partida em má partida. (Luis Zini Pires)

Fotos: ClicRBS e Grêmio.net

Grêmio 0 x 0 Flamengo


GRÊMIO: Victor; Léo, Pereira e Rever; Paulo Sérgio, Eduardo Costa, Rafael Carioca, Roger (Jonas) e Helder; Soares (Rodrigo Mendes) e Perea (Makelele).
Técnico: Celso Roth.

FLAMENGO: Bruno; Fábio Luciano, Jaílton e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Toró, Kléberson (Renato Augusto), Ibson e Juan; Diego Tardelli (Cristian) e Marcinho (Maxi Biancucchi).
Técnico: Caio Júnior.


2ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2008
Data: 18/05/2008, domingo, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre.
Público: 43.276 (38.564 pagantes).
Renda: R$ 762.851,25
Arbitragem: Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Giovani Cesar Canzian (SP).
Cartões amarelos: Léo, Rever e Helder (G); Fábio Luciano e Bruno (F).

4 comentários:

Gabriel disse...

Olha, concordo em tudo. Só quero lembrar que o Helder jogou bem. Bruno Telles, Hidaldo e Pico não jogam assim desde.....

Márcio C. M. disse...

Impressão minha ou o Eduardo Costa jogou mto ontem?

André Kruse disse...

Mas eu escrevi que o Helder jogou bem.

E.Costa fez a melhor partida no ano

Gabriel disse...

Ninguém - fora a impressa RS - falou do publico no Olimpico.

Na primeira rodada reclamaram que a média do publico foi baixa, na semana seguinte um time coloca 43.000 e ninguém fala nada, preferem destacar os 18.000 que apoiaram o Palmeiras no Palestra Italia.