quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Copa de 2014 - Arena


A declaração de Ricardo Teixeira transcrita na zero hora de hoje é tão óbvia que não merece maiores comentários. O problema foram as "notícias" dadas antes, de forma apressada, descartando de pronto um estádio que ainda não foi construído. A quem interessava ver o projeto do Grêmio fora da Copa do Mundo de 2014.

Grêmio mantém esperança de sediar Copa após manifestação de Teixeira
Presidente da CBF afirmou que dois estádios do Estado atendem às exigências

Depois de ter o mandato na CBF prorrogado até 2015, Ricardo Teixeira afirmou, nesta quarta, que dois estádios do Rio Grande do Sul "estarão atendendo satisfatoriamente ao projeto de sediar a Copa do Mundo". Desse modo, reacendeu o Gre-Nal para sediar jogos da competição em 2014. Na inspeção da Fifa, em agosto de 2007, o Beira-Rio foi apontado como o mais credenciado para receber partidas do evento. Entretanto, as declarações do dirigente empolgaram o vice de planejamento do Grêmio, Eduardo Antonini, integrante do grupo de estudos do projeto de construção da arena.

– Sempre acreditamos na possibilidade de receber jogos da Copa. Não faz sentido que nosso estádio, que será o mais moderno Brasil, fique fora da disputa – disse Antonini.

Em março, ainda sem data definida, os conselheiros do Grêmio escolherão o local da obra. Concorrem a construtora Norberto Odebrecht, que sugere o bairro Humaitá como endereço do novo estádio, e o consórcio português TBZ-OAS, favorável à utilização da área do Olímpico.

Os conselheiros também votarão a criação da Grêmio Empreendimentos, empresa que irá gerenciar a obra da arena.

3 comentários:

Torcedor gremista disse...

Vamos ter o estádio mais moderno do brasil, não é possivel que a arena não seja sede da copa

Malabei disse...

I first visited your blog, but my antispyware said that he is infected with an unknown virus.
I deleted the virus through this AntiSpyWare.
The virus does not manifest itself but gradually destroys information on the computer.

luís felipe disse...

A quem interessava ver o projeto do Grêmio fora da Copa do Mundo de 2014.

certamente não era aos mesmos que colocaram a Arena como "ponto turístico" do Humaitá, dizendo inclusive que seria melhor de NAMORAR no bairro com o Grêmio por perto.