domingo, fevereiro 10, 2008

Gauchão - Grêmio 2 x 0 Novo Hamburgo


Jogo fácil para o Grêmio, resolvido em 10 minutos. Já de cara, Pico bateu um lateral para Jonas, dentro da área, mas o avante não aproveitou. Um minuto mais tarde o lateral repetiu a dose e Tadeu não desperdiçou: 1xo. O Novo Hamburgo não se recuperou do golpe e aos 9, William Magrão entrou a dribles na área, chutou prensado com o zagueiro e acabou encobrindo o arqueiro Fernando, fazendo e 2x0 e estabelecendo o placar final. A partir daí, qualquer análise fica complicada, pois claramente o Grêmio tratou de administrar o resultado, chegando em alguns momentos a ser displicente, para não dizer preguiçoso. Ainda assim, no primeiro tempo, ocorreram opurtunidades para fazer o terceiro e liquidar, mas isso não aconteceu.

No segundo tempo, mesmo sem ameaçar, o Novo Hamburgo chegou várias vezes ao gol de Victor (que novamente mostrou segurança). Itaqui voltou no lugar de Adílson, mas logo Mancini fez uma mudança interessante passando Itaqui para a lateral e Pico para a meia cancha. Essa mexida, juntamente com a entrada de Perea, fez com que o tricolor retomasse as rédeas da partida, e a conduzisse para um final tranquilo.


Roger queria uma nota 6 ou 7 na sua estréia e foi isso que recebeu. Claro o jogo foi resolvido cedo, e isso facilitou, mas mesmo assim ele teve uma atuação satisfatória. Muitas vezes estava recebendo a bola de costas pro gol, e logo era derrubado. Deu alguns bons passes, mas ficou devendo uma jogada mais "vertical".

Perea, mostrou velocidade e movimentação. Além disso parece ser daqueles atacantes que tem gana de driblar o marcador.

Leo e William Magrão estão tendo atuações seguras, mas estão fazendo muitas faltas, boa parte delas desnecessárias, com o advesário de costas, cercado.

Anderson Pico é um "porra-louca", por vezes é afoito, precipitado. Na marcação, sempre tenta dar o bote. Mas é impressionante a participação direta que tem nos gols marcados pela equipe. Por vezes, é um diferencial e "resolve" a partida.

Fotos: ClicRBS e Gremio.net

Grêmio 2 x 0 Novo Hamburgo

Tadeu 2´
William Magrão 9´

GRÊMIO: Victor; Paulo Sérgio, Léo, Pereira e Anderson Pico; Eduardo Costa, William Magrão, Adílson(Itaqui - Intervalo) e Roger; Jonas(Perea 14 do 2º) e Tadeu(Peter 35 do2º).
Técnico: Vagner Mancini

NOVO HAMBURGO:Fernando, Roni (Maiquel 30 do 2º), Luiz Henrique, Plínio, Tiago Matos, Clemilson (Micael), Márcio, Ademir (Edimar), Alberoni, Spírito e Kleverson.
Técnico: Gilmar Iser

Gauchão 2008 - 1ªFase - 5ªRodada
Data: 09/02/2008, Sábado, 16h00min
Estádio: Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 18.666 (16.542 pagantes)
Renda: R$ 243,974
Árbitro: Vinicius Costa, auxiliado por Sérgio Cordeiro Filho e João Hanna Kafrount.
Cartões amarelos: Paulo Sérgio, Pereira e Willian Magrão (G), Alberoni e Clemilson (Novo Hamburgo).
Gols: Tadeu(G), aos 2min do 1º T e Willian Magrão, aos 9min do 1º T.

3 comentários:

San Tell d'Euskadi disse...

Pico é um perigo defensivamente. Melhor dizendo, é uma calamidade! Antes dele, prefiro o Hidalgo e o B. Telles. O Pico é atacante! Nem para meia serve. Como é guri, tinham que o ensinar os fundamentos da marcação. Sem bem que isso algo que deveriam ter feito na base. Aliás, isso é culpa total das divisões inferiores do clube.

Anota aí: Victor, melhor contratação do ano. Duvido que alguma outro o supere.

Roger foi discreto. Nada mais. Se colocar raça, poderá ser um novo Aílton. Dificilmente será algo mais que isso.

Perea foi entusiasmente. Gostei bastante dele. Se movimenta bem, bastante, e tem habilidade. Além disso, é pegador. Tem tudo para cair nas graças da torcida.

William foi, LONGE, o melhor em campo. Ainda é um tanto afobado, mas esse vai nos dar muitas alegrias antes de ajudar o clube a pagar suas contas com uma transferência.

Pereira falhou no lance da bola na trave. Não creio que tenha acresecentado algo ao miolo de zaga. Além disso, jogar ao lado do Pico não é fácil. Acho que esse foi o maior problema do Wagner.

Um abraço.

André Kruse disse...

Espero um pouco mais do Roger.

Pereirão não dá mais. Parece sem um cara legal, amigo de todos, bom profissional, mas acrescenta pouco.

Pico me lembra muito o Roberto Carlos no ínicio de carreira. Verdade que Pico ta devagar no aprimoramento, mas prefiro ele ao Bruno Teles e o Hidalgo. Mas são jogadores de caracteristicas diferentes

Leonardo M. disse...

O pico no meio, na minha opiniao, eh loucura o guri eh um completo alienado sempre q tem q pensa um jogada faz coisa errada. O que ele tem de bom eh o arremesso de lateral, bate muito bem na bola força, veocidade, e alguma capacidade de drible o lugar dele e jogando no lado do campo. Se não aprende a marca, tem que bota ele no ataque de ponta.