segunda-feira, julho 07, 2008

Brasileirão - Botafogo 2 x 0 Grêmio


Um filme de terror. Um castigo para quem viu o jogo. Isto foi Botafogo e Grêmio. o Tricolor não consegui passar do meio de campo nos 15 minutos iniciais. E isso foi o que realmente aconteceu, não é um exagero de um torcedor insatisfeito. O Botafogo era muita vontade e pouco talento, qual jogador botafoguense teve boa atuação?

O gol de Túlio foi para desanimar qualquer fanático. Um volante recebe dentro da área, fica com a bola por longos segundos, chuta mascado, desviado e a bola ainda bate num defensor gremista antes de entrar.



O esquema foi errado. Marcel não foi bem no grenal, mas 0 3-5-2 vinha dando resultados e deveria ser mantido. Convicção Roth, convicção. Rudinei ainda não fez nada que justifique sua escalação. Na volta do intervalo, time corrigido, alguma melhora. Mas aos 8 minutos, falta para o Botafogo, Zé Carlos bate, Victor tenta advinhar o canto, escorrega e leva um frango. 2x0. O Goleiro salvou em algumas opurtunidades o que poderia ser o terceiro do fogão.

No primeiro tempo o Grêmio teve uma falta na entrada da área. Barreira muito perto. Ninguém reclama, Paulo Sérgio bate na barreira. Um pouquinho de malandragem, um poquinho de catimba as vezes resolvem.



Sobre a tão falada ausência de Roger, um "comentarista" (Otávio Niewinski) disse algo interessante no Impedimento:
"acho que o Grêmio perdeu porque os dois melhores zagueiros não puderam jogar, e os dois reservas imediatos são nabas completas. Lembrando que o Grêmio está onde está porque leva poucos gols, e não porque faz muitos."




Botafogo 2 x 0 Grêmio
Túlio 16´
Zé Carlos 53´

BOTAFOGO: Castillo; Renato Silva, Leandro Guerreiro e Édson; Alessandro, Túlio, Diguinho, Lucio Flavio (Thiaguinho 47 do 2º) e Zé Carlos; Jorge Henrique e Wellington Paulista
Técnico: Geninho

GRÊMIO: Victor; Jean (Maylson 15 do 2º), Thiego e Réver; Paulo Sérgio, Willian Magrão, Rafael Carioca, Rudnei (Marcel - intervalo) e Rodrigo Mendes (Makelele 15 do 2º) e Helder; Perea
Técnico: Celso Roth

9ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2008
Data: 06/07/2008, Domingo, 18h10min
Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 7.436 pagantes.
Renda: R$ 68.722,50
Árbitro: Cláudio Mercante Junior (PE)
Assistentes: Jossemmar Moutinho (PE) e Fabiano Ramires (ES)
Cartões amarelos: Túlio, Wellington Paulista (Botafogo); Jean, Paulo Sérgio, Réver (Grêmio)
Gols: Túlio, aos 16 minutos do primeiro tempo, e Zé Carlos, aos 8 minutos do segundo tempo

3 comentários:

Gabriel disse...

Concordo com o Otavio, é só lembrar dos jogos contra o Flamengo, Fluminense, Atletico-PR e Nautico. O Grêmio teve muitas dificuldades para fazer o gol, embora tivesse um volume muito intenso.

San Tell d'Euskadi disse...

O Grêmio tem um baita elenco. Só falta contratarmos os titulares!

Anônimo disse...

materia sobre a nova arena do gremio
http://futebolnegocio.wordpress.com/2008/07/07/uma-arena-do-tamanho-do-gremio/