domingo, julho 27, 2008

Brasileirão 2008 - Grêmio 1 x 1 Palmeiras


Choveu e choveu muito em Porto Alegre hoje. Choveu durante o jogo todo, a drenagem funcionou bem, mas inevitavelmente o gramado ficou pesado. Prejudicou os dois times é verdade. Prejudicou o Palmeiras, que queria usar o contra-ataque em velocidade. Prejudicou o Grêmio que se propôs a atacar o tempo inteiro. Dito isso fica díficil fazer uma análise mais aprofundada. Por muitas vezes os atletas optaram pelo "bico pra frente" e isso se fazia necessário. Também não dá pra condenar alguma bolas perdidas ou passes incompletos.


Cedo no jogo, Kléber pulou para cabecear uma bola e acertou um soco no jogador do Grêmio. Juiz viu, marcou a falta, mas "inexplicavelmente" mostrou apenas o amarelo.

O Grêmio jogava no campo do Palmeiras, e até por isso o Verdão teve duas boas chances em descidas pela ponta direita. O tricolor chegava com um bom número de jogadores no ataque, e incomodava nas bola aéreas. Destaque para cabeceçada de Felipe (após cruzamento de Tcheco), no contra-pé de Marcos, que parou na trave. Na trave també parou o chute de Perea, após uma "raspada" (ou casquinha) de Marcel.


Cedo no segundo tempo, Felipe Mattioni roubou a bola de Leandro no meio campo, desceu pela direita, e passou para Marcel, que teve seu chute desviado. Aos 7 Tcheco bateu falta, Réver cabeceou e Marcos fez bela defesa. Aos 13 lançamento da zaga gremista, Felipe Mattioni fez boa jogada e só parou na saída de Marcos, que corajosamente se jogou nos pés do ala gremista. Luxemburgo tentou eliminar o zagueiro da sobra gremista, para isso adiantou Diego Souza, fazendo Alex Mineiro voltar para buscar o jogo. Aos 15 primeira chance do Palmeiras no segundo tempo. Chute de Jumar e defesa de Victor. Aos 17 bola enfiada por Alex Mineiro e pênalti de Pereira sobre Kléber. Alex Mineiro bateu sem chances para Victor. 5 minutos depois, empate Gremista: Cruzamento de Thiego, Marcos cortou mal e Pico, dominou no peito, pôs no chão, tirou de Elder Granja e chutou para as redes. Grêmio ainda teve algumas boas chances, especialmente na jogada em que William Magrão fez fila, mas demorou a chutar.


Palhaçada de Alex Mineiro na comemoração do gol. Amarelo muito bem dado.

Roth simplicou a tarefa defensiva de Felipe Mattioni: Acompanhar Leandro. E o guri foi bem. Tanto no ataque como na defesa.

Novamente gostei do Anderson Pico.

Rafael Caricoa mostrou uma confiança por vezes excessiva, dadas as condições do gramado. Mas foi bem.

Thiego fez bem a função de Léo, de ser o zagueiro que "sai" pro jogo.

Marcel, nesse jogo, ganhou várias bolas na disputa pelo alto.

Gostei da mudança de Roth. Foi corajoso.

Kléber é um dos maiores bandidos do futebol brasileiro.

Como de costume, a equipe de Luxemburgo fez várias "faltinhas" para parar o jogo. Perdi as contas das infrações cometidas por Gladstone.

Duas na trave. Faltou sorte.


Fotos: Gremio.net e ClicRBS

Grêmio 1 x 1 Palmeiras
Alex Mineiro (Pênalti) 62´
Anderson Pico 67´


GRÊMIO: Victor; Willian Thiego (Reinaldo), Pereira e Réver; Felipe Mattioni, Willian Magrão, Rafael Carioca, Tcheco e Anderson Pico; Perea e Marcel.
Técnico: Celso Roth

PALMEIRAS: Marcos; Maurício, Jeci e Gladstone;Elder Granja, Sandro Silva (Wendel), Jumar, Diego Souza (Maicossuel) e Leandro; Alex Mineiro e Kléber (Denilson).
Técnico: Wanderley Luxemburgo.

15ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2008
Data: 27 de julho de 2008, domingo, 18h10minLocal: Estádio Olímpico, em Porto Alegre.
Público total: 36.688 (34.062 pagantes)
Renda: R$ 693.499,50
Arbitragem: Wagner Tardelli, auxiliado por Dibert Pedrosa Moises e Claudio Jose de Oliveira Soares.
Cartões amarelos: Kléber, Maurício e Sandro Silva (P); Tcheco e Felipe Mattioni (G).
Gols: Alex Mineiro (P), aos 17min; Anderson Pico (G), aos 22min, ambos no 2º tempo.

2 comentários:

Gabriel disse...

A substituição do Roth foi ousada, mas nãp gostei do resultado, Pico e Mattione sumiram depois da entrada do Reinaldo. Achei que a arbitragem prejudicou um pouco, mas qual Grêmio x Palmeiras que a gente não reclama da arbitragem? O pior que foi para ambos os lados.

Fellipe Mattione sem comantários, o guri sabe ir para dentro e tem talento e velocidade, pena que pecou nos cruzamentos. O resto da equipe teve boa atuação, embora o jogo tenha empatado.

O jogo contra o Coritiba é um dos jogos mais dificeis fora de casa,junto com Flamengo e Cruzeiro no returno, então uma vitória é fundamental para confirmar a liderança, mas o empata será um bom resultado.

Vicente Fonseca disse...

Kléber confessou, na época que era do São Paulo, que cometia "pequenos assaltos" quando adolescente. Tem um temperamento no mínimo difícil de ser administrado.