quinta-feira, julho 10, 2008

Leo fora da Olimpíada


Léo não vai para as Olímpiadas. Bom para o time do Grêmio no campeonato brasileiro. Ruim para o jogador. O clube talvez não consiga uma valorização do seu jogador, mas nada que um bom campeonato não conserte.

To cagando e andando para seleção brasileira. Mas fico triste pelo jogador. A gente sabe que por vezes os atletas pagam um alto preço por jogar no Grêmio.

Léo não é único injustiçado na convocação. Lembro de Ramires do Cruzeiro.

Por que levar Thiago Silva? , com apenas 1 ano acima da idade olímpica, poderia muito bem compor a zaga com Leo ou Henrique (agora no Barcelona).

O que, ou quem, explica Jô?

E a convocação do traíra? com aquela barriga.

E essa paixão pelo Rafael Sobis. Como se justifica? Um jogador que dos 17 jogos do seu clube em 2008, foi titular em apenas 4, entrou em outras 9 e fez apenas 1 gol.



Goleiros
Diego Alves - Almería
Renan - Internacional

Zagueiros
Alex Silva - São Paulo
Breno - Bayern de Munique
Thiago Silva - Fluminense

Laterais
Ilsinho - Shakhtar Donetsk
Rafinha - Schalke 04
Marcelo - Real Madrid

Volantes
Anderson - Manchester United
Hernanes - São Paulo
Lucas - Liverpool

Meias
Diego - Werder Bremen
Ronaldinho - Barcelona
Thiago Neves - Fluminense

Atacantes
Alexandre Pato - Milan
Jô - Manchester City
Rafael Sobis - Real Bétis
Robinho - Real Madrid

Um comentário:

Gabriel disse...

Eu não vou discutir a qualidade do Breno, mas o Dunga sempre fala, como justificativa, para não convocar fulano que o jogador não está em temporada, que não está jogando. Ora, o Breno não está jogando como titular no Bayern, ele foi convocado por nome, apenas.

O mesmo aplicava para o Cássio, se ele fosse criterioso com sua propria convocação ( trazer jogador que é reserva no seu time) levaria o Cássio, que desbancou o Renan naquela Copa America Sub-20.

Ilsinho? Jô? Tem gente muito melhor para convocar. O Cicinho não estava bem na Roma? Porque não convocou ele? Fica dificil de acreditar que empresários não estão influenciando a CBF para convocar certos jogadores "perdidos" na Europa.