quinta-feira, agosto 21, 2008

Brasileirão - Flamengo 2 x 1 Grêmio


Grêmio começou mal, muita dificuldade para sair jogando (Léo fez falta). O time jogava "longe", não conseguia ter posse de bola no ataque. Quando perdia a bola, não mostrou a rápida compactação defensiva de outros jogos. Aos 26, Pico erra na saída para o contra-ataque, Marcelinho Paraíba teve tempo para armar jogada, a bola chegou até Juan, que da frente da área chutou, a bola picou, Victor soltou, e Maxi empurrou para as redes. Muita gente na frente da bola, que picou antes de chegar ao gol, mas foi uma falha de Victor, que tem (muito) crédito. A opção por Souza na ala não deu certo, Juan teve espaço para jogar e Souza ficou longe do ataque.



Segundo tempo com Makelele na ala direita e Souza na meia (Perea saiu). Grêmio melhorou, se mostrou mais presente no campo de ataque. Controlou um pouco mais o Flamengo. Porém não foram criadas muitas chances. Roth partiu para o tudo ou nada. André Luís na ala esquerda (Pico saiu). Reinaldo no ataque (Jean saiu). Jogo ficou bastante aberto. Aos 37´, pancada com efeito na cobrança de falta e um golaço de Souza. Empate parecia perto mas, Aos 40, gol de chiripa do Flamengo. Toró foi o autor.


Derrota iria acontecer cedo ou tarde. Paciência, tratar de administrar. Continuamos 5 pontos a frente do segundo colocado.

Atuação horrorosa de Anderson Pico. Comprometedora. Ouvia-se claramente Roth mandando ele atacar no primeiro tempo.

Roth diz que colocar Souza na ala é um desperdício. Sou obrigado a concordar.

Maurício Saraiva realizou um sonho dele (comentar um jogo do Flamengo no Maracanã) ao mesmo tempo que realizava o sonho de muito gaúchos (ver Maurício Saraiva bem longe do RS)

Fotos: Terra , Gremio.net e ClicRBS


Flamengo 2 x 1 Grêmio
Maxi 26´
Souza 82´
Toró 85´

FLAMENGO: Bruno; Léo Moura, F. Luciano, R.Angelim e Juan; Jaílton, Airton (Toró, 29'/2°T), Kléberson (Obina, 29/2°T) e Ibson; M.Paraíba e Maxi (Jônatas, 35'/2°T)Técnico: Caio Júnior
GRÊMIO: Victor; Jean (Reinaldo, 28'/2°T), Pereira e Réver; Souza, R.Carioca, Willian Magrão, Tcheco e Anderson Pico (André Luís, 18'/2°T); Perea (Makelele, int) e MarcelTécnico: Celso Roth
21ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2008Data: 21 de agosto de 2008, quinta-feira, 21h45minLocal: Maracanã, Rio de JaneiroPúblico: 31.716 (28.617 pagantes)Renda: R$ 497.038,00Arbitragem: Wilson Luiz Seneme (asp.Fifa/SP)Auxliares: Ednilson Corona (Fifa/SP) e Roberto Braatz (Fifa/PR)Cartões Amarelos: (G) Jean, Pereira e Willian; (F) Toró
Gols: (F) Maxi, aos 26 do 1ºtempo. (G) Souza, aos 37 do 2º . (F) Toró, aos 40 do 2º tempo

7 comentários:

Kbecinha disse...

Poderíamos ter saído com um empate. Acho que o Pico não tem condições de jogo, o que é aquela cintura de china véia. Apesar do atabalhoado Jean não ter jogado mal, o Léo fez muita falta. Se quisermos ganhar esse campeonato não podemos vender-lo. Quanto ao Souza, para mim está claro, sai o Perea e deixa o time mais compacto. Que baita jogador.

Gabriel disse...

Jogo terrivel.

O Toró, autor do gol, merecia ter sido expulso na falta do gol do Grêmio( seria o segundo cartão dele) , mas é chato falar de arbitragem depois de tanto erro a favor do Grêmio.

Quando o Grêmio tava empatando, fazia cera, quando o Flamengo tava ganhando, fazia cera. Acho que empata seria mais justo.

Agora é manter a tranquilidade, proximo adversário é o fraco Nautico, a vitória é fundamental. Se o Grêmio manter a diferença de 5 pontos até o jogo contra o Botafogo, não tenho dúvidas que será o campeão.

Gabriel disse...

Jogo terrivel.

O Toró, autor do gol, merecia ter sido expulso na falta do gol do Grêmio( seria o segundo cartão dele) , mas é chato falar de arbitragem depois de tanto erro a favor do Grêmio.

Quando o Grêmio tava empatando, fazia cera, quando o Flamengo tava ganhando, fazia cera. Acho que empata seria mais justo.

Agora é manter a tranquilidade, proximo adversário é o fraco Nautico, a vitória é fundamental. Se o Grêmio manter a diferença de 5 pontos até o jogo contra o Botafogo, não tenho dúvidas que será o campeão.

gremista vigilante disse...

Vi o jogo na TV sem som... Só pensava "como é ruim e varzeano esse Pico"... Comprometeu demais.

Gustavo disse...

Quando o Saraiva (COSPE) falou que era o melhor jogo do campeonato, ME CAIU OS BUTIÁ. Mas, olha quem falou...

Eta carinha mascarado esse Pico... é só ele jogar um ou dois jogos bem, que já começa a pipocar...

Gabriel disse...

To olhando os comentários dos visitantes da ZH e do ClickRBS, obviamente não pode ser levado a sério, mas bastou o Roth perder uma partida que pensão que o time está em crise, brincadeira.

San Tell d'Euskadi disse...

Só não podemos perder para nós mesmos.

Antes do jogo do Flamengo, faríamos uma seqüência de sete jogos, com 4 partidas fora, duas em casa e o Gre-Nal. Ei-la: Flamengo (f), Náutico (f), Vasco (c), Fluminense (f), Goiás (c), CAP (f) e Gre-Nal (f). São os mais difíceis 21 pontos (18, agora) que o Grêmio terá pela frente.

O que anima é o seguinte. Se o Grêmio fizer apenas nove pontos (2v,3e,2d ou 3v,0e,4d), terá perdido a gordura, mas continuará em primeiro. Para perder posições, o Cruzeiro teria de fazer 14 em 18 para passar-nos; o Palmeiras e o Botafogo, 16; São Paulo, Flamengo e Coritiba, 100%. resultados muito difíceis.

Não podemos nos desesperar. Se passarmos o Gre-Nal ainda em primeiro, mesmo que a vantagem diminua, as chances de sermos campeões são enormes. Ainda faltam dois pontos para a gente escapar do rebaixamento, mas o fato é que só perderemos o título para nós mesmos. E isso só acontecerá se entramos numa neura parecida com a do ano passado.

Tchê, após o clássico, virão seis jogos com 4 partidas em casa: Botafogo (c), Santos (c), Portuguesa (f), Sport (c), Cruzeiro (f) e Figueirense (c). Dependendo dessa série, em que 13 pontos são altamente possíveis, com os nove somados hipoteticamente acima, o Grêmio chegaria na 33. rodada com 66 pontos e 66,67% de aproveitamento. Isso é percentual de campeão.

É hora de administrar. Não se corre maratona a todo gás durante todo o tempo.

Um abraço.