domingo, agosto 17, 2008

Brasileirão 2008 - Grêmio 1 x 0 São Paulo


Embaldo, o Grêmio partiu para cima do São Paulo. Se permitindo até dar algum espaço para o contra-ataque do adversário. A ousadia foi recompensada. Boa jogada de Marcel pela direita, girando sobre o zagueiro e cruzando para Perea antecipar Rogério Ceni e abrir o placar. O tricolor paulista se obrigou a sair para o jogo, mas só ameaçava em chutes do fora da área, enquanto o tricolor gaúcho criava as melhores opurtunidades: cabeçada de pico, chute da entrada da área de Perea, cabeçada de Réver e chute colocado de Pico foram chances concretas de o Grêmio aumentar a vantagem. No final da primeira etapa, Léo e Dagoberto foram expulsos, o que acabou por alterando, de alguma forma, os rumos do jogo.


São Paulo voltou com Borges como seu único atacante, Grêmio foi para um 4-3-2. Muricy provou do próprio veneno, Grêmio recuou para trás da linha de bola e esperou o São Paulo. Os "paulistas" conseguiram posse de bola no ataque, mas assim como no primeiro tempo, só ameaçavam em chute de longa distância. Um jogador a menos, campo pesado, os dois times cansaram. Roth, mais uma vez, mexeu bem. Pico deu um bom chute de fora da área, passou perto. Souza fez excelente jogada, mas Paulo Sérgio concluiu por cima. Aos, Reinaldo faz tudo certo e acerta a trave, no rebote faz tudo errado e acerta a rede pelo lado de fora.


No estádio, não entendi nada do lance da expulsão de Léo e Dagoberto. Vendo o vídeo, achei que amarelo para os dois ficava de bom tamanho. Alício Pena Junior seguiu a (lamentável) "escola Renato Marsilglia" de arbitragem e "botou um de cada time para rua". No vídeo, Marsigilia fala do "princípio da exemplaridade". Primeira vez que ouço este termo relacionado ao futebol.

Perea esta impedido no gol. Isto parece estar claro. Acho curiosas as manchetes: "Com gol irregular, Grêmio vence e deixa São Paulo longe da liderança". Poucas rodadas atrás, São Paulo ganhou do vasco com dois gols em impedimento e não se viu manchetes tão enfáticas assim. Desculpou-se o bandeirinha, falou-se da falibilidade do ser humano, das limitações do globo ocular, etc.

Curiosa também essa frase encontrada em um texto do GloboEsporte.com: "Apesar do erro, os jogadores do time paulista não reclamaram com intensidade, o que é comum em situações assim"


Hugo muito bem marcado, no primeiro tempo por Rafael Carioca; no segundo por Willian Magrão.

Agora, matematicamente, inexistem chances de rebaixamento.

40 mil pessoas com muita chuva, ótimo público.

Fotos: ClicRBS e Terra

Grêmio 1 x 0 São Paulo
Perea 9´

GRÊMIO: Victor; Léo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, W.Magrão, Rafael Carioca (Amaral, 37/2ºT), Tcheco e Anderson Pico; Perea (Souza, 25min do 2ºT) e Marcel (Reinaldo, 34/2ºT)

Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Zé Luís, André Dias, Rodrigo e Richarlyson; Jean, Anderson, Hugo, Jorge Wagner (Éder Luís, 12min do 2ºT); André Lima (Borges, intervalo) e Dagoberto

Técnico: Muricy Ramalho

20ª Rodada - Campeonato Brasileiro 2008
Data: 17 de agosto, domingo, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, Porto Alegre.
Público: 40.256 (36.914)
Renda: R$ 749.500,50
Arbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG),
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Cleriston Rios (SE)
Cartões amarelos: André Lima, Anderson, Jean, André Dias (SP), Tcheco, Paulo Sérgio (G).
Expulsões: Léo (G) e Dagoberto (SP).Gols: Perea, 9 minutos do 1º tempo

Um comentário:

Gabriel disse...

Eu to dizendo pra acreditarem desde o jogo contra o Fluminense.

O campanha do Grêmio ta lembrando muito do São Paulo do ano passado, a unica diferença é que no ano passado o adversário do São Paulo, o Cruzeiro, simplismente parou, este ano acontece o contrário.