terça-feira, setembro 02, 2008

Hipocrisia

Muito se fala da "janela", da ida de jogadores cada vez jovens para o exterior.

Entre os que reclamam, tem muita gente ingênua, muitos demagogos, muitos populistas. E tem também gente que reclama só da boca para fora, para a torcida ver.

Gostei muito da matéria sobre as transferências para o exterior publicada na Zero Hora de Domingo:

"Já Marco Aurélio Cunha acha que a janela serve como desculpa perfeita para os clubes praticarem algo que não têm como evitar:

Reclamar da janela é uma hipocrisia. Os clubes brasileiros e de todo o mundo precisam vender e se reciclar.

Culpar a janela pela saída de um craque, acrescenta o dirigente, seria jogar para a torcida. Vale lembrar declaração recente do presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, a ZH. À certa altura da entrevista, Koff revelou que o governo federal pensou em propor idade mínima de 21 anos para transferências internacionais, mas foi demovido da iniciativa justamente pelos clubes – interessados no dinheiro das vendas." (Zero Hora, 31 de agosto de 2008)

2 comentários:

Gustavo disse...

Odeio esse cara, mas tenho que concordar com o Marco Aurelio Cunha. É hipocresia pura reclamar das janelas. Embora, tenhamos alguns exemplos recentes de dirigentes "escondendo-se" do final da janela, além da situação do Douglas Costa, que foi escondido a todo custo dos olhares internacionais.

Tinha até esquecido que esse guri vai ser uma opção pro Celso Roth, pro restante do campeonato...

Anônimo disse...

GREMISTA: por uma maior valorização dos sócios, apóie a redução da cláusula de barreira das eleições do Grêmio de 30% para 20% - http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/1178