domingo, outubro 19, 2008

Brasileirão - Portuguesa 2 x 0 Grêmio


Ok, o campeonato é muito equilibrado. Ok, era um jogo fora de casa. Mas também era o enfrentamento do líder do campeonato contra um time que tenta fugir do rebaixamento. Alguma superioridade gremista deveria transparecer. Deveria, mais isso não aconteceu.

O jogo começou muito disputado e equilibrado. As duas equipes corriam muito e sofriam com o gramado. O Grêmio ameaçou em chute de Pereira, que passou perto. A Lusa teve boa opurtunidade no lance em que Edno invadiu a área e que concluiu entre as pernas de Pereira, no contra-pé de Victor, mas o chute saiu mascado e o arqueiro gremista fez boa defesa.

O Grêmio estava mal posicionado, jogando longe, meio campo ficava distante da zaga e do ataque. Como conseqüência, perdia sempre a segunda bola e deixava a zaga exposta. O time também abusou dos lançamentos, tanto os no centro para Morales, como também os na ponta para Soares. Inexistiram jogadas de linha de fundo.

A volta do vestiário para o segundo tempo não trouxe nenhuma melhora, pelo contrário. A Lusa conseguiu abrir o placar aos 10 minutos, escanteio batido, Réver tentou cortar no primeiro pau, mas a bola acabou ficando a feição para Ediglê cabecear para o Gol. O tricolor tentou ir para cima, mas pouco ameaçou, somente um chute de Souza é digno de registro. No final, trapalhada de Felipe Mattioni e a Lusa fez seu segundo gol com Edno, que estabeleceu o placar final.

Ortemann errou todos os lances que tentou.

Douglas Costa tem qualidade, mas não é intocável. Pode sim ir pro banco.

Mattioni tem alguma vantagem técnica sobre Paulo Sérgio, mas tem que ser mais efetivo, eficiente e eficaz.

Acho que se precipitam os que decretam o fim do 3-5-2.

No mais, gostei da análise do Falcão na Zero Hora de hoje:

" o Grêmio levou 2 a 0 da Portuguesa numa partida de muitos balões, nenhuma criatividade e raríssimas oportunidades de gol. Tanto que, aos 31 do segundo tempo, o técnico Celso Roth gritou para o zagueiro Réver na beira do campo:

Não vamos dar balão, vamos tocar a bola.

Pouco adiantou. No campo, o Grêmio continuou atacando desordenadamente e facilitando a vida da defesa da Portuguesa, que já ganhava de 1 a 0. O treinador tentou de tudo, fez as alterações possíveis, mas seu time foi impotente para desmanchar a vantagem do adversário. Pior: no final atrapalhou-se na marcação, proporcionou um contra-ataque a ainda acabou levando o segundo gol. Deixou péssima impressão o Grêmio ontem" ( Zero Hora - 20/10/2008)



Portuguesa 2 x 0 Grêmio
Ediglê 55´
Edno 90+1

PORTUGUESA: Eduardo Gottardi, Patrício, Ediglê, Bruno Rodrigo e Athirson; Erick, Rai, Fellype Gabriel (18'/2ºT - Gavilán); Edno e Washington (41'2ºT/Rogério) .
Técnico: Estevam Soares.

GRÊMIO: Victor, Léo, Pereira (28'/2ºT - Souza) e Rever; Felipe Mattioni, Rafael Carioca (6'/2ºT - Orteman) William Magrão, Douglas Costa e Hélder; Soares (22'/2ºT - Perea) e Richard Morales.
Técnico: Celso Roth.

30ª rodada - Campeonato Brasileiro 2008
Data: 19/10/2008, Domingo, 18h10min
Local: Canindé, São Paulo-SP
Público: 7.320.
Renda:R$ 117.898,00.
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Flávio Gilberto Kanitz (GO)
Cartões amarelos: Rai e Preto (POR); Soares (GRE)
Gols: Ediglê, 10'/2ºT (; Edno 46'/2ºT

14 comentários:

Gabriel disse...

Nem precisa postar sobre o jogo, porque o Grêmio não jogou nada.

Márcio C. M. disse...

Espero que no próximo jogo o Paulo Sérgio volte e as viúvas do Felipe Matione calem-se para sempre.

André Kruse disse...

Gabriel,
eu tentei salvar como rascunho as fotos e a ficha do jogo, não deu certo, tive que publicar inicialmente sem texto. Mas o que tu falou faz sentido.

Márcio,
Paulo Sérgio pode até voltar, mas as viuvas não se calam de jeito nenhum

Gustavo disse...

Bah, se teve alguém que jogou ligeiramente acima da média nesse jogo de ontem, foi o Mattione. O erro no final do jogo foi dele, verdade, mas nem de longe passa por ele a maior parcela da "culpa" pelo resultado negativo.

André, pelo o que eu pude perceber do gramado do Canindé, está longe de ser bom, mas também não dá pra taxá-lo de horrível. Querendo, dá pra jogar bola de qualidade por lá, sim.

Orteman foi a síntese do terror. Disseste muito bem: ele errou TODOS os lances.

No mais, o Tite deve adorar a tua trilogia "efetivo, eficiente e eficaz" fshsfhsfhsh :D

André Kruse disse...

Gustavo,

no intervalo do jogo deram um close no gramado e ele estava bastante irregular, e ainda por cima soltava pedaços.

O Mattioni demonstrou vontade, e teve alguns bons lances. Mas ele não dava continuidade a suas jogadas e foi mal defensivamente. Mas concordo contigo, ainda assim ele foi ligeiramente acima da média.

Desde já autoriza o uso do frase pelo Tite.

Sabado fizeram uma pergunta para ele: - "e essa volta dos jogadores de pé canhoto no lado esquerdo, acrescenta não só em qualidade como também no entrosamento, não?"

resposta: "é o peso da responsabilidade de treinar uma equipe da grandeza do internacional"

Márcio C. M. disse...

Vocês tudo beberam cachaça, tudo que o Felipe faz é driblar um (dois ou três) e perder a bola em seguida. Sem falar no ROMBO que ele deixa nas suas costas, não marca ninguém e sempre quando alguém trabalha na sua "faixa" de campo ele está "chegando", sempre atrasado, é claro. Em suma, é um câncer no time. PS pode não ser uma maravilha, mas jamais comprometeu.

Gustavo disse...

Marcio,

Eu não me considero uma viúva do Mattione. Mas tu tá parecendo uma viúva do Paulo Sérgio.

E de fato, PS NÃO é uma maravilha.

Leonardo M. disse...

Essa discussão sobre o Mattioni é ricicula, ele nao foi bem numa partida em que o time inteiro nao jogo nada, pra mim a pior partida tecnicamente do time, não conseguimos trocar 3 passes certos. O problema do espaço nas costas nao eh do Mattioni e sim do eskema. NO 352 o lateral nao pode joga na mesma linha dos zagueiros pq assim nao é 352 e sim 532, um zagueiro tem que cobrir akele espaço, essa é uma das razões de haver um zaqueiro da sobra. E mesmo que esse argumento fosse válido é bom lebrar que o P. sergio era mais visto na ponta esquerda do que marcando

André Kruse disse...

Mas acho que todos nos concordamos que nossos dois alas pela direita se equivalem em suas virtudes e defeitos?

Lourenço disse...

Escrevi um baita comentário, daí deu erro. Mais tarde eu respondo, mas já adianto que a resposta é não! Hehe

Lourenço disse...

Escrevi um baita comentário, daí deu erro. Mais tarde eu respondo, mas já adianto que a resposta é não! Hehe

Gabriel disse...

O Paulo Sergio teve várias chances mesmo quando jogou mal continuou como titular. Para manter a coerencia o Roth deve manter o Mattioni como titular, até porque o jogo é no Olimpico e provavelmente deverá ser mais agudo no ataque do que jogo contra a Portuguesa.

Nelson Ramão disse...

André! Naturalmente que este comentário não é isento! Ao meu ver, estamos disputando dois campeonatos brasileiros. O primeiro é regrado pelo regulamento da competição e pelas regras internacionais do futebol. O segundo... Bem, o segundo não segue as ditas regras... Então vejamos:
1. A queda de rendimento do Grêmio se deu desde que iniciou o segundo turno. Coincidentemente, foi no início do segundo turno que a Polícia Federal convocou o Celso Roth para dar esclarecimentos sobre "dinheiro não declarado" ou coisa que o valha. Curioso que a imprensa já esperava o técnico na delegacia da PF... Fato largamente noticiado, com que cara ele chega no vestiário? Que comando ele pode ter quando recai sobre ele a suspeita e a mídia bombando sobre o assunto? Depois são as denúncias do Schimidt e principalmente contra o Grêmio. Daí o tribunal pune de forma absurda. Consegue-se um efeito suspensivo e põe-se os jogadores para jogar. O Léo não tinha condições psicológicas. Se fizesse falta mais dura e levasse cartão amarelo ou vermelho, agravaria sua situação no novo julgamento. O mesmo vale para os outros atletas. Conseguiram desestabilizá-los psicologicamente! Por fim, queríamos arbitragem gaúcha para o grenal e não tivemos. Mas paulistas e cariocas tiveram arbitragens locais. Uma total incoerência. Decididamente, há um outro campeonato em andamento. Se quizermos ser campeões brasileiros em 2008, precisaremos vencer os dois! Será que vejo "chifre em cabeça de cavalo"?
PS.: Só quero ver se o Palmeiras vai ser denunciado pelo celular que jogaram no Jorge Wagner quando foi bater um escanteio no segundo tempo do jogo contra o São Paulo...
Abraços...

Márcio C. M. disse...

Viúva ou não, esse guri é mto ruim e inexperiente, devia ser sacado do time, mas é claro que não vai. Não sabia que no 352 o zagueiro pela direita tinha que ficar correndo atrás do ala ou lateral do time adversário que vai a linha de fundo, enquanto o ala do nosso time está "chegando" na área.