quarta-feira, outubro 15, 2008

Procurador STJD

Antes do golpe do final da tarde, o torcedor gremista foi "agraciado" com o deboche do procurador do STJD:

"Schmitt afirma que à Procuradoria cabe denunciar, e que ele não pode avaliar os resultados dos julgamentos:

- Os critérios podem ser dos julgamentos, mas não das denúncias. Nós denunciamos todas. O que está pegando é que há uma disputa na ponta da tabela, mas fica complicado para mim falar sobre as decisões do tribunal. Nós estamos recorrendo de todas as decisões - justifica.

Para o Procurador, não se leva em consideração de qual time é o jogador denunciado.

- Veja só a dificuldade. Para mim não tem Grêmio, Inter ou Palmeiras. É equipe A, B e C. Os olhos da Procuradoria são voltados principalmente às súmulas, às imagens e às queixas. E ela vai denunciando conforme os casos vão acontecendo - explica." (ClicRBS)


Será? Por que Kléber, do Palmeiras, não foi denunciado pelos cotovelaços dados nos jogos contra Inter e Grêmio em Porto Alegre

Não bastasse tripudiar do torcedor gremista, aproveita para cutucar o co-irmão:

"No trecho mais polêmico da entrevista, Schmitt afirmou que no Brasileirão 2005 - onde jogos foram remarcados, beneficiando o Corinthians em detrimento do Inter - levando o time paulista ao título.-

Isso de certa forma foi importante. O Inter se sentiu prejudicado, e talvez tenha sido. Mas depois deu a volta por cima e foi Campeão do Mundo - compara o procurador" (ClicRBS)

Como se o título do ano posterior tivesse alguma relação com o suposto prejuízo do ano anterior.

Ainda:


"Em entrevista à rádio Bandeirantes, o procurador–geral do STJD, Paulo Schmidt, afirmou que não adianta o Grêmio ficar reclamando publicamente das decisões do Tribunal, já que não recorre quando tem direito. Para ele, que explicou algumas características da entidade, o time gaúcho precisa sempre buscar uma segunda audiência. Por outro lado, Schmidt acredita que o diretor de futebol tricolor, André Krieger, não será denunciado.

“Não tem nada de concreto, ele (André Krieger) fez uma crítica e pedimos esclarecimentos, que foram dados e nada deve acontecer. (...) A procuradoria quando sente que a decisão não é correta recorre, como foi com o Diego Souza. Nós aceitamos as questões analisadas no fato e são vários os casos de absolvição de cartão vermelho, onde um clube apresenta uma imagem que mostra que não aconteceu a infração. As imagens estão ai para ser utilizadas e quem não gosta que procure recorrer. (...) O Grêmio deve sempre recorrer das decisões. O André Luis foi punido e o clube não recorreu. Ele aceitou a decisão e não tem muito o que comentar sobre o que o Grêmio gosta ou não”, disse Paulo Schmitd, que ainda falou sobre as questões de ‘campanha contra o Grêmio'.

“O tribunal é nacional e tem membros de vários estados do país e não tem essa de campanha contra o Grêmio ou Inter e a favor de Palmeiras. O que adianta é sempre recorrer, porque cada caso é um caso”, finalizou." (Final)

Essa afirmou sobre o Grêmio não recorrer é uma afronta. Vale lembrar o caso do André Krieger, que só teve seu recurso julgado depois de cumprir toda a pena. No caso do André Luís ocorreria a mesma coisa.

3 comentários:

Kbecinha disse...

Acabou a história de que somos paranóicos, a armação agora é escancarada.
Vamos ganhar o campeonato dos brasileiros na marra.
Temos que mandar a Geral para a frente da casa desse safano para cagá-lo a pau.

Gustavo disse...

Nessas horas a gente chega a pensar até na hipótese de descer o sarrafo de forma total nos próximos jogos, só pra ver se o STJD suspende O TIME INTEIRO do Grêmio.

Terminar o campeonato perdendo por WO por não ter jogadores suficientes para jogar.

Sério, o STJD tem que fechar.

Vicente Fonseca disse...

Subestima demais a nossa inteligência esse lunático.