sexta-feira, outubro 17, 2008

Efeito Suspensivo

Claramente um decisão muito mais política do que propriamente jurídica. Contudo, louva-se o uso do efeito suspensivo, não faz o menor sentido um jogador cumprir integralmente a pena enquanto seu recurso aguarda julgamento. O que pode se questionar é a incoerência do tribunal, visto que raramente concedia tal "benefício". Espera-se que, neste moldes, o deferimento de efeito suspensivo se torne prática mais comum:

"O Grêmio poderá contar com os zagueiros Léo e Réver e o atacante Morales no jogo contra a Portuguesa, marcado para as 18h10min deste domingo no Canindé, pela 30ª rodada do Brasileirão. Na tarde desta quinta, foi deferido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) o pedido de efeito suspensivo liberando os três jogadores, suspensos um dia antes em uma das decisões mais polêmicas do ano. Eles estão liberados para atuar até um novo julgamento, ainda sem data marcada" (ClicRBS - 16/10/2008)

"Na tarde desta quinta-feira, o advogado do Grêmio José Mauro Couto Filho entregou ao presidente do Supremo Tribunal, Virgílio Val, um recurso de efeito suspensivo das punições dos jogadores do Grêmio.

Após mais de uma hora de aguardo, a decisão final do STJD foi de liberação dos 3 jogadores suspensos." (Grêmio.net - 16/10/2008)

"Ainda sem data oficial, o julgamento do recurso dos atletas deve acontecer no dia 30 de outubro. A decisão vai ficar a cargo do Pleno do STJD e sobre ela não cabe recurso de nenhuma das partes." (Correio do Povo - 17/10/2008)


O episódio todo ainda gerou (mais) uma boa frase de Anderson:

"De passagem por Porto Alegre, o meia Anderson, ex-Grêmio, fez duras críticas ao STJD pelas punições aplicadas a Léo, Réver e Morales (e depois revertidas por efeito suspensivo). Em visita ao estádio Olímpico, o meia do Manchester United disse que tamanha rigidez não é vista na Europa. “Lá, para o cara pegar tantos jogos assim, só se der um tiro na cabeça de outro jogador”, observa."(Correio do Povo - 17/10/2008)

Mais sobre o assunto, com a devida referência a teoria do bode na sala, pode ser lido nos posts feitos pelo Vicente Fonseca e pelo Gustavo Zanuz

3 comentários:

Gustavo Zanuz disse...

O comentário do Anderson é coerente. Nem o Felipão, que esmurrou um jogador adversário, pegou um gancho tão grande assim da UEFA. Isso que era jogo entre seleções.

Vicente Fonseca disse...

As frases do Anderson continuam sendo ótimas mesmo. E obrigado pela referência.

Abraço.

Armando disse...

Podemos ficar com as barbas de molho. O STJD ficará de olho nos proximos jogos do tricolor, e nao deixara passar nada. Quero ver o julgamento do Cleber.......
Valeu André