terça-feira, novembro 18, 2008

Vitória com força máxima

Já se imaginava o Vitória motivado por um possível ressentimento de Wagner Mancini com o Grêmio. As curiosas atitudes do clube baiano confirmam essa projeção:

"As últimas rodadas do campeonato se aproximam, e algumas coincidências acontecem.

Uma delas está deixando muita gente arrepiada em Recife. E não é para menos.

Seis jogadores do Vitória (Marcelo Cordeiro, Viáfara, Vanderson, Marquinhos, Anderson Martins e Leonardo Silva) levaram o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Atlético Mineiro, na última rodada.

Eles não enfrentarão o Atlético Paranaense, domingo, em Curitiba.

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, disse que autorizou Anderson Martins, Viáfara e Marquinhos a forçar o cartão, e que os outros jogadores for
am avdertidos "em jogadas disputadas por conta própria".

Mancini não explicou o motivo da autorização. Talvez seja porque os dois próximos jogos do Vitória sejam contra Grêmio e Palmeiras, ambos em Salvador.


Mas o Náutico tem outra tese.

Em declaração ao jornal Diário de Pernambuco, o presidente do clube, Maurício Cardoso, afirmou que "essa é mais uma prova que o Vitória da Bahia vai abrir para o Atlético Paranaense".

Explicando: o Náutico tem 37 pontos, seria o primeiro a cair se o campeonato acabasse hoje. O Atlético Paranaense tem 38, trava luta furiosa contra o campo magnético da Série B.

Jogando sem vários titulares na Arena da Baixada, o Vitória (que tem 45, não cai mais, mas pode perder a vaga na Sul-Americana) facilita a v
ida do Furacão, sem dúvida.

Jogadores e comissão técnica do Náutico, com uma numerosa família de pulgas atrás das orelhas, lembram também os episódios (mal explicados, dois dois lados) do jogo contra o Vitória, no dia 01/11 nos Aflitos, em que foram distribuídos três cartões vermelhos, dez amarelos, e houve uma confusão com a polícia militar de Recife.

Se você está se perguntando por que o Vitória teria algum interesse em ajudar o Atlético, a resposta é simples: os dois clubes têm uma parceria para empréstimos gratuitos de jogadores.


Vários atletas que disputam o campeonato por um clube, têm seus direitos federativos ligados ao outro.


Futebol é negócio, e é aí que mora o perigo.
" (Blog André Kfouri)

Confira abaixo súmula do jogo. Notem os minutos em foram mostrados os cartões:



Os baianos afastam a tese do Náutico:

"Alguns atletas do Leão receberam o 3º cartão amarelo para poder atuar contra o Grêmio no Barradão, já que a diretoria pretende pagar um bicho muito alto ao nosso elenco, além de possíveis “malas brancas” vindas do São Paulo, Palmeiras e Cruzeiro, clubes interessados em um triunfo nosso neste jogo." (Blog do Torcedor - Eu Sou Vitória)

Ok, talvez o depoimento de um torcedor em um blog não seja suficiente. Vamos ao que disse o presidente do Vitória ao Jornal "O Sul":




Um boato que ajuda a explicar essa reação do Vitória contra Grêmio e Palmeiras reside na insatisfação dos baianos com o a divisão dos grupos do Campeonato Brasileiro de 1993. Culpam Mustafá Contursi e Fábio Koff pelo arranjo. Isso já resultou em um muito motivado Vitória no 4x3 contra o Palmeiras, na última rodada do Brasileirão de 2002 (que resultou na queda do Palestra)

Um comentário:

nelson ramão disse...

Depois, quando eu falo que sou ingênuo e que ainda gosto de campeonato ganho dentro das quatro linhas...