terça-feira, novembro 11, 2008

Erros de arbitragem

O GloboEsporte.com faz um levantamento que somente pela Manchete, seria bom para o Grêmio: "Num Brasileirão sem erros de arbitragem, Grêmio assumiria a liderança da tabela"

Apesar de todo o meu Gremismo nunca avaliei as coisas vendo se eram boas ou ruins para o Grêmio. Avalio de acordo com o que eu acho certo ou errado (muito embora minha vivência como gremista possa acabar influenciando a minha ótica).

Superado isso, digo que esse levantamento do GloboEsporte não merece ser levado a sério. Por diversos motivos.

O primeiro deles é o mais comum a maioria desse levantamentos: Ser feito de trás para frente.

Segundo o levantamento o Grêmio teria sido prejudicado apenas 1 vez pela arbitragem, sendo beneficiado em 4 opurtunidades. Teria 1 ponto a menos na atual classificação.

Não é nenhum pouco razoável imaginar que o Grêmio só foi prejudicado em uma ocasião.

Seja por esquecimento, seja por critérios esdrúxulos, o levantamento ignora diversos erros. Alguns que beneficiaram o Grêmio (como contra o Vitória); vários que prejudicaram o tricolor, como os pênaltis não marcados em: Grêmio 0x0 Flamengo, pela 2ª Rodada. Santos 1x1 Grêmio, pela 10ª rodada. Fluminense 0x0 Grêmio, pela 24ª Rodada e Atlético-PR 0x0 Grêmio, pela 26ª Rodada.

Por estas e outras, o levantamento do Mauro Beting me parece mais sério, e válido. É feito desde o começo do campeonato, rodada a rodada, e não partiu de um pressuposto inicial. Coincidência ou não, na 34ª Rodada, o Grêmio seria um dos times mais prejudicado: beneficiado em 5 lances; atrapalhado em 8. Tendo perdido 6 pontos por erros de juiz.

Erros de arbitragem sempre irão exisitir. Me parece um tanto utópico imaginar o contrário. Mas existem erros e "erros".

Respeito quem não dá muito bola para isso.

Mas não tenho nenhum respeito por que profere aquela velha frase: "erros acontecem igualmente para todos os lados". Isso não é verdade, está mais do que provado, estamos cheios de exemplos para demonstrar isso, qualquer olhar mais atento percebe. A frase normalmente é dita por quem é historicamente acaba sendo sempre beneficiado.

6 comentários:

Lourenço disse...

Acho que esses levantamentos nem se propõem a serem levados a sério, são mais curiosidades. Não consideram o equívoco que não influencia no resultado final: por exemplo, a atuação de Djalma Beltrami passaria batida em Náutico x Grêmio; só considera que o prejuízo está em lances-chaves que dão ou tiram gol, mas não contam expulsões injustas, faltinhas que vão minando o jogo, etc. Em suma, o time que vence o jogo apesar do juiz acaba limpando a roubalheira, porque esta não aparece no cálculo.

André Kruse disse...

Curiosidade ou não, acho que levantamentos como este devem ser feitos. Desde que apresentem algum critério. Pro meu gosto o do M.Beting serve, o da Globo não.

Alguma cobrança em cima da arbitragem deve ser feita. Sob pena de os erros serem sempre esquecidos, e se repetirem.

No mais, tens razão em relação ao fato de que o time que vence acaba limpando a roubalheira. Não deveria ser assim, mas é.

Vicente Fonseca disse...

Sem falar que a Globo não conta aquele pênalti não dado em cima do Soares em Curitiba, mas dá como irregular o gol do Grêmio contra o Figueirense sendo que, apesar do exagero, o goleiro ficou mesmo mais de 6 segundos com a bola na mão.

Coerência, pra que?

Lourenço disse...

Exemplo: meu time joga uma partida, tem um pênalti claro em meu favor não marcado, mas ganha de 1 a 0. No jogo seguinte, tem o mesmo pênalti, mas contra, não marcado. E ganho de novo por 1 a 0. Em tese, fiquei "quites", o erro foi o mesmo, mas na tabelinha vai dizer: Time X: beneficiado em 3 pts.

Lourenço disse...

Tá, em 2 pts, seria empate no segundo jogo.

André Kruse disse...

No vídeo da reportagem aparecem os gols de mão no jogo Lusa 2x2 Fla e o jogo não consta na lista dos erros.