quarta-feira, fevereiro 11, 2009

Libertadores - Aurora 0 x 3 Boyacá Chicó



Em mais um jogo da libertadores, novamente vi partes do jogo. Algo nada recomendável para quem pretende fazer uma análise da partida.

O estádio recebia um bom público (ao menos era isso o que a TV mostrava). Aurora começou mais animado, mas logo o Boyacá emparelhou as ações e acabou se mostrando um time de maior qualidade. Quando parecia que as duas equipes levariam um 0x0 para o vestiário, Tapia fez um golaço de falta.

Baldivieso mudou seu time para buscar o empate, e o Aurora até era merecedor da igualdade, muito mais pelo esforço do que propriamente pela qualidade. Mas aos 34, Tapia fez outro golaço (estilo 'China em 83"), chutando da intermediária. A partir daí os bolivianos (jogadores e torcedores) se perderam. Ainda deu tempo de Mahecha fazer o terceiro gol, no último minuto de jogo.

Em termos práticos foi o pior resultado. Visitante ganhou e fez saldo.

Boyacá assustou mais pelo resultado do que pela atuação. Time tipicamente "colombiano" (leia-se imprevisível)

Talvez o Aurora se configure no saca de pancadas e fiel da balança do grupo. Caso isso se confirme o Grêmio passa a ter obrigação de fazer 6 pontos contra os bolivianos.

Grêmio não deve temer nenhuma das equipes, mas também não pode levar de barbada os confrontes.

Obs: A foto em preto e branco foi retirada do site do jornal "El Deber" de Santa Cruz de la Sierra. Achei surreal que em tempos de "web 2.0" alguém ainda publique foto em preto branco.


Aurora-BOL 0 x 3 Boyacá Chicó-COL


Aurora: Silvio Dulcich; Iván Huayhuata, Germán Leonforte (Limbert Méndez 1 ST), Edward Zenteno; Edson Zenteno, Cristian Fernández, Ronald Rodriguez (Cristian López 13 ST), JulioHurtado, Jaime Cardozo; Derlis Paredes, Oliver Fernández (Nelson Sosa 1 ST).
César Técnico: Julio César Baldivieso.

Boyacá Chicó: Edigson Velásquez; Pedro Pino, Juan Galicia, Mario García, Ormedis Madera; Leonardo López, Juan Mahecha, Edwin Móvil, Anthony Tapia (Yedison Palacios 44 ST), Winston Girón (Raúl Asprilla 43 ST); Juan Gilberto Núñez (Yhony Ramírez 19 ST)
Técnico: Alberto Gamero.

Libertadores 2009 - Grupo 7 - 1ª Rodada
Estadio: Félix Capriles
Público: 12.143 personas pagaron sus boletos
Recaudación: Bs 428.700
Árbitro: Victor Carrillo (Per.)
Amonestaciones: Hurtado (23), Paredes (84); Tapia (29), López (31), Girón (52)
Expulsiones: Huayhuata (82)
Goles: Tapia (44 y 79), Mahecha (90)

Um comentário:

zanuz disse...

A Bolívia é surreal.